Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 5

Publicado em: 31/01/2012

O Espírito gera comunidade.

O autor usa de um relato bastante dramático para mostrar que a comunidade cristã é regida pelo Espírito da unidade, solidariedade e sinceridade. Fora deste modelo experimenta-se a exclusão da vida.

A morte é gerada pela penetração de Satanás que induz à mentira e condutas que envenenam a comunidade.

Pela primeira vez no livro encontramos o termo igreja, definida como uma comunidade diferente e aberta. Os que abraçam a fé em Jesus se incorporam a ela e experimentam os milagres e prodígios projetados até mesmo pela sombra daquele que crê.

Mentir para a comunidade é mentir para o Espírito Santo.

No segundo momento percebemos a força desse Espírito Santo de Deus nos apóstolos a ponto deles com convicção profunda testemunharem diante do conselho dos israelitas: “Nós e o Espírito Santo que Deus concede àqueles que lhe obedecem.” (v. 32). E mais ainda, tem a ousadia de afirmar que “Deve-se obedecer antes a Deus que aos homens.” (v. 29).

Finalmente, num terceiro momento, a presença de um mestre da Lei, Gamaliel, fariseu estimado pelo povo que questiona a atitude do conselho e ao mesmo tempo ilumina a mente deles com estas palavras: “Aconselho-vos a não vos preocupardes com estes homens porque, se este projeto é de origem humana fracassará, se é coisa de Deus não podereis destruí-los e estareis lutando contra Deus.” (v. 38).

Oxalá esta atitude dos apóstolos ajude-nos a ter a mesma fé, levando-nos à experiência da alegria de sofrer pelo nome Santo de Jesus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 4

Publicado em: 30/01/2012

A prisão e o testemunho de Pedro e João nos mostram o motivo pelo qual somos cristãos.

Ao serem interrogados: “Com que poder ou em virtude de que nome vós fizestes isso?” v.7 Pedro vislumbra outra oportunidade para evangelizar pregando Jesus morto, ressuscitado,  glorificado, salvador, senhor e messias concluindo que: “Em nenhum outro há salvação, pois não existe debaixo do céu outro nome dado à humanidade pelo qual devemos ser salvos.” v.12

Após serem libertados, eles voltaram para a sua comunidade e colocando-se em oração, foram agraciados com a efusão do Espírito Santo que lhes deram coragem para continuar a evangelizar.

A graça e as bênçãos de Deus eram abundantes e nenhum deles passava necessidade, pois viviam com um só coração e com uma só alma. v 32 A partilha era feita de forma que quem tinha mais partilhava com o que tinha menos para que com isso todos fossem iguais.

Que a graça de Deus cresça em nós incessantemente e que o Espírito Santo nos capacite a vivermos como os escolhidos de Jesus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 3

Publicado em: 29/01/2012

Assim como Jesus curou o paralitico, Pedro cura um aleijado, que se valia de esmolas para sobreviver. Pedro e João rompem este sistema a que o aleijado era sujeitado, e lhe oferecem tudo o que têm: a salvação vinda do Cristo. Pedro revela ao aleijado uma pobreza que o torna rico: a possibilidade de invocar o nome de Jesus Nazareno.

A cura realizada por Pedro ainda demonstra a vontade e apelo de Deus pela conversão. O discípulo é claro ao advertir o povo de Israel: “arrependei-vos e convertei-vos para que se apaguem vossos pecados e assim recebais do Senhor tempos favoráveis e vos envie Jesus, o Messias predestinado (19-20)”.

Deus nos abençoou com seu Filho, que nos ensinou a nos arrependermos de nossos pecados para alcançar a salvação prometida por Deus. É nosso dever obedecer ao Filho de Deus, para escaparmos da condenação e atingir a felicidade plena.

Neste capítulo, nos é revelado que, pela ressurreição, Deus enviou Jesus para realizar e transmitir a benção prometida a Abrão. Que alegria saber, que com nossa conversão, o compromisso contraído com Abrãao (Gn 12,3; 18,18) continua valendo: “por tua descendência serão benditas todas as famílias do mundo”.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 2

Publicado em: 28/01/2012

Todos ficaram cheios do Espírito Santo! (versículo 4). Como prometido por Jesus, veio a brisa suave, o fogo abrasador, o nosso consolador, são esses e outros nomes que damos a terceira pessoa da Santíssima Trindade.

Cheio do Espírito Santo, como os outros discípulos, Pedro começou a falar de Jesus ao povo, Pedro anunciou a boa nova, falou as pessoas quem é Jesus, comprovou através de passagens Bíblicas que aquele que morreu na cruz, ressuscitou e subiu aos céus (versículos 14 a 36).

Suas palavras foram tão ungidas que mais de 3 mil pessoas se converteram naquele dia e foram batizados em nome de Jesus Cristo! Assim, os pecados deles foram perdoados e receberam o Espírito Santo!

Rezemos juntos, reaviva em meu coração a chama do Espírito Santo, que recebi no dia do meu batismo! Renova os meus pensamentos. Renova as minhas palavras. Renova os meus sentimentos. Vem Espírito Santo de Deus, derrama a sua paz sobre mim e minha família, sobre meu trabalho, amigos e comunidade! Desejo viver como os primeiros discípulos, repletos de Ti!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 1

Publicado em: 27/01/2012

Neste primeiro capítulo do livro dos Atos dos Apóstolos, podemos verificar a preparação da comunidade cristã primitiva para a chegada do Espírito Santo.

Vemos o próprio Jesus deixar isso claro com a promessa do versículo 8: “Mas recebereis o poder do Espírito Santo que virá sobre vós, para serdes minhas testemunhas em Jerusalém, por toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.

Para que a promessa do Pai se realize, é necessário seguir a ordem de Jesus de não deixar Jerusalém (vers. 4). Ora, Jerusalém era o centro político e religioso dos judeus. É onde começa a Igreja.

Hoje, como mensagem de Deus para nossa vida, preparemos o nosso coração para o Espírito Santo. Para isso, precisamos não nos afastar da comunidade (Igreja = Jerusalém), independente das pessoas que fazem parte dela. Para receber o dom do Espírito Santo precisamos estar juntos, apesar das nossas diferenças.

Além disso, observamos que os discípulos “...perseveravam na oração em comum, junto com algumas mulheres — entre elas, Maria, mãe de Jesus...” (vers. 14). Imitemos também o comportamento dos apóstolos, que após a ascensão de Jesus não ficaram parados olhando para o céu (vers. 10 e 11), mas foram perseverantes na oração pessoal e comunitária, juntos com Maria.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 24

Publicado em: 26/01/2012

 

A partir da ressurreição de Cristo, o que era considerado fim, virou início. As esperanças renasceram e a vitória era, mais do que nunca, certa. Os eventos descritos no capítulo 24 de Lucas nos levam a refletir sobre alguns aspectos de nossa vida. No versículo 5 está escrito: “Porque procurais Aquele que vive entre os mortos?” Quantas vezes não procuramos força, direção e refúgio em meio aos mortos, ou seja, coisas, pessoas e situações que por muitas vezes nos matam aos poucos. Quem dá a vida é o Senhor da vida, Jesus. 

Também podemos refletir em quantas vezes quiseram nos falar de Jesus e mandamos calar? Quantos nos anunciaram e não acreditamos? Depois, passamos a andar como os dois discípulos de Emaús, a choramingar pelo caminho.

Irmãos, Cristo caminha ao nosso lado, em diferentes pessoas, em diferentes situações, com diferentes palavras e conselhos. E, ao reconhecermos o Senhor, como é bom escutar a Sua voz. Ela nos abrasa o coração. Então podemos nos olhar com ternura e dizer: Nosso coração não ardia quando nos falava? 

Queiramos ver, andar e escutar o Senhor em nossas vidas, antes que Ele nos chame de duros de coração. Ajuda-nos Senhor a te enxergar todos os dias, Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 23

Publicado em: 25/01/2012

Paixão e morte de Jesus.

“Ninguém me tira a vida, mas eu a dou por própria vontade. Eu tenho o poder de dá-la, como tenho o poder de recebê-la de novo. Tal é o encargo que recebi de meu Pai.” Jo 10,18

Quais as lições que devemos aprender com a morte de Jesus???

Jesus dá a vida para remissão dos pecados, torna-se porta e caminho de salvação para todos.
Na cruz pagou todos os nossos pecados e podemos dizer com propriedade e com autoridade: “Em Cristo somos mais que vencedores.”

Bom seria se pudéssemos viver e conviver com esta VITÓRIA. Qual o nosso testemunho de vida, para onde aponta nossas escolhas e atitudes???? Trocaram Jesus por Barrabás. E nós, nossas escolhas diante das facilidades,dos prazeres, dos lucros, do poder???? No evangelho de Mateus 6,33 a resposta de Deus: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deuse a sua justiça, e todas essas coisas vos serão dadas por acréscimo.”

Diante de tanta dor, sofrimento e da própria morte de Jesus, ainda podemos tirar duas alegrias: primeiro, foi por nós – segundo, Ele ressuscitou – Aleluia.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 22

Publicado em: 24/01/2012

Jesus criado com leis e princípios religiosos da época, e nos costumes da família de Nazaré, celebrava a Páscoa. Aproximando-se novamente de Jerusalem, ordena a seus seguidores sobre os preparativos deste momento especial, seria a última no meio dos que tanto amava.

A Páscoa dos Judeus, a festa dos pães sem fermento, fazia memória a retirada do povo das mãos do Faraó por Moisés. Nesta noite este sentido será alterado, outro libertador do povo passará a ser celebrado - O cordeiro definitivo JESUS CRISTO.

Jesus, obedediente ao Pai, e conhecedor da vontade de Judas, não desiste e segue seus caminho até o fim. Reune seus amigos à mesa da Páscoa e se despede deles com palavras voltadas a humildade e ao serviço. O Pão e o Vinho, alimentos do povo simples, receberão grande importância nesta noite, serão transformados no próprio Jesus, que quer se fazer presente na viva de todos os seus seguidores, depois de sua partida.

BASTA, palavra usada por Jesus para chamar a atenção da grandiosidade do que estava por acontecer, não era apenas uma luta de espadas entre homens, conspirava-se uma grande luta do bem contra o mal. Jesus queria que todos conhecessem esta verdade.

NÃO, palavra usada por Pedro na tentativa de escapar do mesmo fim do mestre, nos faz meditar sobre as nossas negações hoje. Será que Jesus pode contar conosco. para ajudá-lo na missão de propagar o amor de Deus? Ou queremos “escapar” desta missão como Pedro? Pensemos sobre isto.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 21

Publicado em: 23/01/2012

A humildade é uma virtude que caminha lado a lado com nossa salvação. No inicio do capítulo 21, Jesus mais uma vez surpreende seus seguidores.

Analisando as ofertas que eram lançadas no Tesouro do Templo (1-4), Jesus se encanta com a oferta da viúva que mesmo sendo indigente, tirou duas moedas que tinha e fez sua doação. Em valores materiais a oferta da viúva foi a menor, pois os ricos lançavam grandes quantidades, mas a atitude da viúva comoveu, pois ela ofertou tudo o que tinha e não o que sobrava em sua vida.

Enfrentamos muitas vezes dificuldades em ofertar a Deus tudo o que somos e tudo o que temos. Muitas vezes entregamos apenas aquilo que nos convém, aquilo que sobra. Mas a renúncia total nos aproxima de Deus e faz com que nossa vida seja conduzida por Ele.

O capítulo continua com o discurso da ruína de Jerusalém e todos os sinais que antecederão este acontecimento.

Importante aqui é guardar que precisamos sempre estar de prontidão, com uma vida no caminho da santidade, vivendo como se fossemos encontrar hoje com Jesus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 20

Publicado em: 22/01/2012

Havendo falhado em denegrir a pessoa e autoridade de Jesus (Lc 20, 1-8), os líderes religiosos armaram-Lhe a “cilada perfeita”: a questão do tributo a César (Lc 20, 22-25). Se Jesus apoiasse o tributo imperial, Se exporia ao ódio dos extorquidos judeus; se não apoiasse, seria denunciado aos romanos como revolucionário e agitador do povo judeu.

Magistralmente, Jesus calou os líderes judaicos com as célebres palavras: Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. Com isto, Jesus estabeleceu a importante questão de que o cristão é cidadão de dois mundos: o terrestre, com todas as obrigações a ele inerentes, e ao mundo celeste com todas as implicações que isto acarreta.

O cristão não pode viver alienado no mundo, pois é sal e luz, vivendo para fazer uma diferença saudável na comunidade; sem se esquecer de sua cidadania celestial, atuando como embaixador de Deus, na linguagem de São Paulo, para com os que estão à nossa volta, a começar pelo marido, esposa, filhos, parentes e amigos

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 19

Publicado em: 21/01/2012

“... Desce depressa! Hoje eu devo ficar em tua casa.” (Lc 19, 5)Jesus vai ao encontro do pecador, chama-o pelo nome como se já o conhecesse e pede pousada. Não o condena. Jesus quer que todos encontrem a Salvação, pois “o Filho do Homem veio procurar e salvar o que estava perdido” (Lc 19, 10), como fez com Zaqueu.

E faz com cada um que o Ame de todo o coração: “Hoje aconteceu a salvação para esta casa!”

Outro fato interessante neste capítulo é o fato de Jesus ter contado a parábola do dinheiro emprestado quando estava a caminho de Jerusalém, mostrando-nos o quão é importante fazer frutificar os dons que Deus nos dá. Estes não são propriedade humana e por isso o homem tem de colaborar para que rendam, pois enorme é a recompensa que Deus tem para cada um.

Quando Jesus entra em Jerusalém, e esta seria a sua última entrada, Ele quis entrar como Rei. Começa o desfile jubiloso em que se louva a Deus. A multidão em clima de festa joga seus mantos e aclama o Messias. Aclamemos também nós o Messias que quer entrar e fazer morada em nossa casa para sempre... 
Ele é o Rei e o Salvador. Deixemos que Jesus purifique o “templo” do nosso coração expulsando e quebrando as cadeias que nos impedem de sermos seus servos e anunciadores.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 18

Publicado em: 20/01/2012

No caminho da Galiléia a Jerusalém Jesus segue aprofundando os ensinamentos necessários a seus discípulos e a nós hoje, como: a insistência na oração com fé (2-7), o reconhecimento da nossa pequenez, nossa fraqueza, de nossa condição de pecadores diante de Deus (9-14) a simplicidade e pureza das crianças – premissa básica para a entrada no Reino (15-17), o desapego aos bens materiais e as “seguranças da vida mundana” (18-30), o anúncio da Paixão, ainda não compreendida pelos discípulos (31-34) e mais uma vez, a fé que leva o cego de Jericó a insistir com Jesus: “Filho de Davi, tem compaixão de mim!” (39).

O apelo ao consumismo e a permissividade dos dias atuais contrapõem-se a este trecho do Evangelho: através dos meios de comunicação e da liberalidade sexual vamo-nos acostumando com as práticas abusivas...nada é pecado, tudo é permitido...e a importância do ser humano é avaliada segundo os bens que possui; sentimentos como a ganância, a inveja, o desejo de ter, e cada vez mais são alimentados e incentivados pela mídia...quantas vezes julgamo-nos isentos de todo pecado e rezamos como aquele fariseu que se vangloriava pelo cumprimento de algumas obrigações!!!

E assim, esquecemos da oração contrita e humilde diante de Deus, distanciamo-nos da simplicidade e da pureza das crianças... Que o Deus de amor e paciência, que não desiste de nós e está sempre pronto a oferecer uma nova oportunidade, tenha compaixão de nós!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 17

Publicado em: 19/01/2012

Este capítulo descreve diferentes situações da vida comunitária, do perdão e da fé. No coração deste relato sobressai a cura dos dez leprosos. São de diferentes raças, mas a dor e a luta pela sobrevivência superam qualquer divisão racial. Ninguém pede sua própria cura, mas todos intercedem por todos, chamando o pregador da Galiléia pelo nome. Nos evangelhos constam que somente duas pessoas tiveram a confiança de chamá-lo de “Jesus”. 

O Mestre os envia aos sacerdotes de Jerusalém  e enquanto caminham são curados.Não é uma cura instantânea ou passiva, mas que se realiza durante a caminhada. Entre aqueles que foram curados, somente um inimigo do povo de Deus volta para agradecer, era um samaritano. A mensagem de Jesus hoje é: quer ser curado, não permaneça passivo esperando uma manifestação mágica, mas caminhe, lembrando que saber agradecer é um dom.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 16

Publicado em: 18/01/2012

Neste capítulo Lucas nos narra duas parábolas sobre a administração dos bens e nos exorta a refletir sobre o uso do dinheiro, advertindo: “Não se pode servir a Deus e ao Dinheiro”(13b).

PARÁBOLA DO ADMINISTRADOR – trata-se de um administrador desonesto de um rico abastado que estava esbanjando os bens do patrão. Comprovado seu comportamento seria demitido. Como homem de negócios, identifica algumas alternativas, dentre elas, tornar os devedores do patrão devedores seus. Recurso desonesto e elogiado pelo patrão. Por que? Santo Agostinho diz que ele foi elogiado não por sua conduta, mas porque foi prevenido em relação ao futuro, a fim de que se envergonhe o cristão que não tenha essa determinação. Louvou-lhe o empenho, a astúcia e a capacidade de sobrepor-se a uma situação difícil e resolvê-la, sem deixar-se levar pelo desânimo. Mas Jesus acrescenta com tristeza: “Os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios que os filhos da luz”(8b)

Também nós um dia teremos de prestar contas dos bens postos a nossa disposição (2). Nós somos administradores dos bens confiados a nós por Deus. Os talentos que enterramos por preguiça, falta de tempo, medo, insegurança, nos serão cobrados. Dedicamos tanto empenho em multiplicar nosso patrimônio, em galgar escalas sociais, em status, que muitas vezes esquecemos da família, da comunidade, de Deus. A Ele damos as sobras, pois não há tempo a perder... somos homens do mundo, homens de negócios.

PARÁBOLA DO RICO EPULÃO E LÁZARO – esta parábola tem uma parte realista e uma parte metafórica. Ela nos coloca na oposição entre riqueza e pobreza. Identifica um rico pecador e um pobre que supõe ser justo. Jesus aqui quer chamar atenção para as situações em que nos encontramos, muitas vezes cômoda, insensível ao sofrimento alheio. O pecado consiste em entregar-se à boa vida sem preocupar-se com os irmãos. A riqueza honesta não é má e nem condenável, bem como a pobreza não é garantia de salvação. Mas há situações de poder e prazer que nos cegam e fecham a nós a porta do céu, por isso Jesus chama os ricos de infelizes (24-26). Assim como eventos de doença e perdas nos fazem refletir sobre o verdadeiro sentido da vida. Que se possa ser rico e ter um coração pobre, humilde, desapegado e solidário.

Façamos um apurado exame de consciência, identificando o lugar que o dinheiro ocupa em nossas vidas, o tempo que nos consome e a destinação que damos a ele. Se com ele propagamos injustiças ou promovemos a igualdade social.

O Senhor nos dê sabedoria para que se realize em nossas vidas a Promessa: “Quem é fiel nas pequenas coisas será fiel também nas grandes” (10).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 15

Publicado em: 17/01/2012

Lucas, neste capítulo que é o coração de seu evangelho, descreve em três parábolas, os diferentes traços do amor misericordioso de Deus.

Predominam nas três os sentimentos do perdão e da alegria.

Na primeira parábola Jesus, como Bom Pastor, sabe que a ovelha perdeu a capacidade de voltar. Ele arrisca tudo e decide procurá-la até senti-la segura em seus ombros. A ovelha e a moeda perdidas representam os pecadores que se convertem e que, quando encontrados, são motivo de festa. A alegria sobe até o céu!

A misericórdia vai se revelando durante todo o desenvolver do capítulo. No entanto, quando nos deparamos com o relato do Filho Pródigo, percebemos que “Deus não quer a morte do pecador, mas que se converta e viva.” (Ez 18, 23)

O filho mais novo se perde e, graças a essa perda, acaba descobrindo que Deus é Pai que ama sem limites e o recebe com festa.

O filho mais velho nunca se perdeu, sempre foi fiel, nunca pediu nada. Qual foi o seu erro? Talvez o de pensar que a vida é somente um monte de obrigações, de se relacionar com seu pai como patrão, de ser tão “justinho” e se referir ao seu irmão com uma expressão de evidente desprezo: “Esse teu filho”, mostrando sua alma amargurada. O pai tenta resgatá-lo: “Esse teu irmão...”.

Será que o filho mais velho entrou para participar da festa?

O amor de Deus é o firme abraço de pai com a ternura incondicional da mãe.

Você tem participado do banquete?

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 14

Publicado em: 16/01/2012

 

Neste capítulo é possível visualizar um grande banquete, onde vários convidados se reúnem num sábado na casa de um chefe dos fariseus.

À frente de Jesus se encontrava um homem hidrópico (pessoa que sofre de acúmulo de líquido no organismo).

O evangelista não relata, mas é provável que sua enfermidade tenha chamado a atenção de Jesus por causa do seu enorme edema, e Jesus na sua infinita bondade e sem se importar com o dia de sábado, cura o homem e questiona os que se faziam presentes fazendo-os refletir que não importa o dia, pois não existe dia para ser curado e transformado pela graça de Deus. 

Neste contexto Jesus começa a ensinar por parábolas dizendo que o Pai também preparou um grande banquete, o Banquete Eucarístico, e todos somos Seus convidados. E como todo grande evento exige de todos uma confirmação e uma preparação.

Quando somos convidados para um evento, a pessoa que nos convida deseja que aceitemos ao convite que nos feito. Da mesma forma, hoje, nós somos convidados por Jesus para o Seu banquete. Temos dado a devida importância para este convite ou não?

Que Deus nos dê a graça de renunciarmos a tudo aquilo que nos impede de estarmos prontos para atender ao chamado do Senhor, participando assim junto Dele, no Seu banquete Eucarístico.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 13

Publicado em: 15/01/2012

O capítulo de hoje trata de vários aspectos de tempo. O tempo de vigiar, de arrepender-se, o tempo para os planos de Deus e o tempo de salvação.

Em primeiro lugar temos uma advertência de Jesus em relação aos galileus mortos por Pilatos e das vítimas da queda da torre de Siloé. Jesus revela que a desgraça que recaiu sobre outras pessoas deve servir como advertência para os outros, já que, quem não aproveita o tempo para arrepender-se, não se livrará da desgraça. O importante é vigiar. Vigiar o caminho, as nossas ações e nossas escolhas, para que possamos merecer somente a salvação e bênçãos.
 
Na parábola da figueira, percebe-se que o agricultor intercedeu pela árvore que não produzia frutos, pedindo-lhe mais tempo. Pois bem. A figueira pode ser entendida como cada um de nós. Jesus intercedeu por nós, e assim, nos salvou e concedeu um tempo a mais para nossa conversão. Contudo, cada um pode esgotar seu tempo, se não converter o seu coração e se dedicar a produzir frutos agradáveis ao coração de Deus.
 
As parábolas do grão de mostarda e do fermento nos mostram o dinamismo do Reino de Deus. Mas, também despertam em nossos corações uma mensagem de paciência e esperança.
 
O tempo de Jesus, contudo, não é apenas de advertência, é também de salvação. A salvação está representada neste capítulo pela cura da mulher encurvada. O Nosso Senhor tudo pode. Ele está acima de qualquer coisa, de qualquer regra criada pelo homem.
 
Quando perguntado sobre a quantidade de pessoas que vão se salvar, a resposta de Jesus é ambígua: poucos e muitos. Dizer que muitos não conseguirão entrar não quer dizer que poucos conseguirão. Mas, há uma ressalva: A porta é estreita e muitos não passam. Portanto, é preciso lutar, se esforçar para chegar ao Reino de Deus.
 
Por fim, Jesus demonstra total confiança nos planos e tempo de Deus, pois não se deixa intimidar com o aviso dos fariseus. Ele sabe que cabe a Deus fixar prazos, estabelecer os projetos, e que os planos humanos e o tempo do mundo não podem alterar os desígnios de Deus. Mas, o Pai pode concretizar sua vontade em nossa vida, por nossas ações e escolhas. É preciso, contudo, que estejamos em seu caminho, em sintonia com seu amor e permitindo que o Espírito Santo reine em nossos corações e em nossas decisões todos os dias.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 12

Publicado em: 14/01/2012

Não vos inquieteis! (29b)

As palavras de Jesus vêm abrir os nossos olhos, nos mostra como caminhar, o que o Senhor nos diz nesta passagem pode causar medo, ansiedade, insegurança, mas Ele nos fala: não tenhas medo (32a), as palavras são fortes, mas não vos inquieteis, pois quem esta com o coração na verdade, quem teme o Senhor Deus, não tem com o que perder a paz.

O Espírito Santo, segundo Jesus, é quem nos ensinará como agir, quem tem Jesus como mestre precisa ter esta certeza, pois é uma promessa do Senhor para nós! Para nos motivar, Jesus nos ensina a olhar os lírios do vale (versículo 27):

Olhai como crescem os lírios. Não trabalham nem fiam. No entanto eu vos digo: nem Salomão, em toda a sua gloria, jamais se vestiu como um só entre eles. Se Deus veste assim a erva, quanto mais não fará conosco.

Quando buscamos a Deus em primeiro lugar, tudo nos é acrescentado. O Senhor nos compara a erva, ela é planta, não é como nós imagem e semelhança de Deus, mas  mesmo assim, o Senhor cuida dela, da beleza dela, se é assim com a planta, quanto mais é com a gente, por isso o Senhor nos alerta tanto neste capítulo 12, para estarmos de prontidão, seguros de onde estamos colocando nosso tesouro.

Onde esta o teu tesouro, ali esta teu coração (34). Então eu te pergunto: O que é seu tesouro? Suas preciosidades? O que não vive sem? Encontre estas respostas e assim vai saber onde esta seu coração.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 11

Publicado em: 13/01/2012

Neste capítulo, Lucas nos mostra um dos pedidos mais importantes que fazemos a Jesus: a verdadeira oração.

Jesus coloca como modelo a oração do Pai Nosso, em uma versão mais simplificada que o Evangelho de Mateus (cinco pedidos em Lucas X sete pedidos em Mateus)

Um pouco mais à frente, nos versículos 9 a 13, Jesus nos orienta sobre a necessidade de sempre orar. Precisamos, no entanto, estar cientes de que o Pai visa sempre o melhor para nossa vida e nos dará aquilo que corresponde às verdadeiras necessidades físicas, psíquicas e espirituais, segundo os critérios d’Ele e não os nossos. Ora, Deus não responderá nossas orações se o nosso desejo atrapalhar a nossa caminhada de santidade.

Peçamos a Deus a graça da verdadeira oração, não esquecendo o pedido supremo: o próprio Espírito Santo (versículo 13). Peçamos também que Deus nos afaste do farisaísmo (versículos 39 a 52), pois a nossa oração precisa provocar reflexos nas nossas atitudes.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 10

Publicado em: 12/01/2012

A missão de Jesus, quando veio ao mundo, foi a de salvar a humanidade de seus pecados. Para isso, era necessário anunciar a palavra. As pessoas precisavam conhecer o Amor do Pai, se arrepender de seus pecados para, somente então, e ainda assim, optarem por viver seus mandamentos e ganhar sua salvação.

Jesus sabia que seu tempo era curto, e havia muito a fazer. Para isso, chamou apóstolos, depois discípulos, e continua chamando todos os dias, até hoje, pessoas que aceitem a missão de ir em seu nome, anunciar a boa nova.

Mas quem acredita em alguém que fala, mas não vive; que recomenda, mas não experimenta; que não testemunha aquilo que prega?

Dessa maneira, Jesus ensina o grande e maior mandamento, que deve acercar a vida daqueles que se dizem cristãos: Amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a ti mesmo. Nisso está todo o direcionamento da vida cristã.

Mas não basta o saber e o entender, se não existe o agir e o fazer. Jesus deixa isso claro no final desse capítulo, ao contar a parábola do bom samaritano. Quem está certo? Aquele que se diz em intimidade com Deus, aquele que sabe o certo e o errado - o conhecedor das leis, ou aquele que ajuda ao próximo em atos concretos?

Evangelizar é um ato de quem precisa ter intimidade com Deus, precisa conhecer sobre o que fala e, além de tudo, sai de seu comodismo para realizar atos concretos em nome do Senhor.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 9

Publicado em: 11/01/2012

Logo no início deste capítulo, a chave da eficiência e sucesso da missão (deles e nossa):a fé, a entrega e o despojamento. “Ele os enviou para anunciar o Reino de Deus e curar os enfermos. E disse-lhes: Não leveis nada pelo caminho: nem cajado, nem sacola, nem pão, nem dinheiro, nem duas túnicas.” (2-3)

É na entrega plena a Deus pela fé em seu Filho Jesus que somos capacitados aanunciar o Reino, a multiplicar os pães do amor, a reconhecer que somente Jesus é o Cristo de Deus, a renunciarmos a nós mesmos e tomar nossa cruz, a curar os enfermos e expulsar os demônios e, por último (talvez o mais difícil em nossa vida) praticar a humildade, fazendo-se pequeno para ser grande aos olhos do Pai.

Esta é a missão de todos nós (ninguém se sinta excluído, não temos este direito). Tanto são os necessitados de ouvir a “Boa nova do Reino”, de serem curados, de serem saciados (do pão material e espiritual). Lembremo-nos da Palavra que diz: “A messe é grande, mas pouco são os operários.”(Mt 9,37-38).

No versículo 51 um exemplo de Jesus; “Quando ia se completando o tempo para ser elevado ao céu, Jesus tomou a FIRME DESCISÃO de partir para Jerusalém”, foi ao encontro da dor, do sofrimento e da morte, pois esta era sua missão, a vontade do Pai parasalvar a humanidade.

Daí-nos Senhor a cada dia, o pão que sustenta nossa fé, o dom da humildade, do despojamento e de sermos firmes em nossas decisões e que assim possamos fazer sua vontade, ser agradável a Ti e fazer-Te conhecido por todos. Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 8

Publicado em: 10/01/2012

Jesus sempre a caminho é seguido pelos que receberam e pelos que esperam receber a graça da libertação. A multidão aumentava a cada dia e algumas mulheres colaboravam com alimentos e nas necessidades da exaustiva caminhada.

Pelo caminho Jesus, em uma série de mensagens utilizará o formato de parábolas, com fatos e costumes da região para que a Palavra seja compreendida pelos simples e puros de coração.

O AGRICULTOR E A SEMENTE – O zelo e o cuidado daquele que planta, que distribui a sua mensagem, para que caia em terreno fértil, cuidado, preparado e irrigado para que o fruto seja produzido com vigor.

A LUZ – Nossos olhos percebem a forte luminosidade quando ela chega sem barreiras. Assim deve ser a propagação da Palavra, que não pode ser abafada ou escondida. Quanto mais Deus confia a nós a sua mensagem, mais seremos exigidos na missão de evangelizadores.

A FAMÍLIA – Jesus expande seus laços familiares, chamando de sua a família comunidade de fé que o acompanha e escuta com carinho a mensagem do Pai.

A TEMPESTADE - As vezes é necessário seguir por outros caminhos, outras margens, mesmo que ventos ameaçadores queiram nos atrapalhar, o chamado do Mestre acalma os medos e perigos que nos rodeiam.

OS DEMÔNIOS - Diante da firmeza de Jesus ao expulsar os demônios do corpo de um homem, os moradores da região são duros e o expulsam de lá por medo da grande autoridade demonstrada sobre os demônios. Eles queriam apenas continuar cuidando de seus porcos.

AS CURAS – Jesus sente que foi tocado de um modo diferente. Ao ser percebido pelo Mestre pela invocação de grande fé e esperança a graça é alcançada.  Jesus cura a mulher e a filha de Jairo, pois o amor e a confiança se estabeleceu entre eles.

Jesus nos cure de toda enfermidade e nos dê a capacidade de entender que a sua autoridade estabelece a paz. Senhor, não nos deixe escolher aos “porcos”, mas sim a graça da sua presença em nossa vida. AMÉM!.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 7

Publicado em: 09/01/2012

As notícias dos milagres e curas realizadas por Jesus se espalham por toda a região e uma grande multidão começa a seguir o mestre.

No capítulo 7 do evangelho de Lucas vemos claramente a manifestação do poderde Jesus,  como na cura do servo do centurião (  1-10 ) e no relato da ressurreição do filho da viúva de Naim ( 11-17). Percebemos também a sensibilidade e o zelo com que os pobres e humildes são tratados por Jesus, demonstrado na passagem da pecadora perdoada ( 36-50).

O que podemos tirar deste capítulo para nossa vida hoje:

1-   Promessa de Jesus:“ Comigo os cegos recuperam a vista, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam e aos pobres o Evangelho é anunciado, feliz aquele que não fica escandalizado por causa de mim “(22-23).

2-   Palavra de ordem :“ Jovem eu te ordeno, levanta-te” (14).

3-   Mensagem que fica: é necessário ter um coração pequeno para receber as graças de Jesus.  O Mestre ficou encantado com a humildade do centurião e com o amor demonstrado pela pecadora: “ Por essa razão eu te digo, sues numerosos pecados lhe estão perdoados, porque ela demonstrou muito amor..”(47)

Hoje somos convidados a praticar as formas demonstradas de se aproximar de Jesus , com humildade e amor, reconhecendo que Ele tudo pode, e que ainda hoje Ele continua realizando milagres, físicos e espirituais. Não deixemos de orar e de acreditar.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 6

Publicado em: 08/01/2012

O texto de Lucas 6 é riquíssimo, começa falando do embate de Jesus com os fariseus em relação ao sábado,logo a frente fala das bem - aventurança e das mal – aventuranças. Porém, o que mais deve chamar nossa atenção está no versículo 27b, que diz; “Amai vossos inimigos, tratai bem os que vos odeiam”.

Essa é uma regra de ouro para os cristãos, nenhuma outra religião antiga no mundo, tem uma regra de amor como essa. Nem mesmo na Torá se encontra tal regra, pelo contrário, a Torá é regida pela lei do talião, do olho por olho, dente por dente.

Que se explica no fato de que se alguém fez algo comigo ou com algum membro da minha família, isso me dá o direito de fazer o mesmo com a família do agressor. Hoje em dia não é muito diferente, ninguém suporta mais nada, se diz por ai; eu não levo desaforo pra casa. Jesus muda totalmente essa regra.

Temos que lutar por essa regra, em um mundo cada vez mais intolerante e sem misericórdia. Essa regra deve em primeiro lugar atingir nossos lares, nossas famílias - isso não significa concordar com os erros ou distorções de nossa atual sociedade. Mas, devemos ser sal e luz, nesse mundo sem sabor e escuro, devemos ser amor e compreensão!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 5

Publicado em: 07/01/2012

Neste capítulo do evangelho de São Lucas vemos claramente que a fé é indispensável para que o poder de Deus se realize em nossas vidas.

Na pesca milagrosa a palavra poderosa de Jesus convida os discípulos a avançarem para águas mais profundas e a atitude de fé, de acreditar no Mestre fez com que eles testemunhassem a abundância de peixes que caíram em suas redes.

Nas duas curas realizadas revela-se o poder de Jesus. Em comum têm a gravidade da doença e a atitude de fé: o doente crê no poder de Jesus, busca-o e recebe de volta a dignidade que o insere novamente no convívio social e o livra da exclusão. Já o paralítico levado diante de Jesus por homens de uma fé capaz de abrir o telhado, recebe o perdão dos pecados e a cura de sua enfermidade.

Por outro lado, vemos como o Chamado de Jesus e a resposta do escolhido mostram toda sua força. A voz de Jesus chega fundo ao coração de Levi e sua resposta é imediata: “deixando tudo levantou-se e o seguiu.”

O Messias não vem para por remendos em panos gastos, traz um vinho que fermenta vida nova!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 4

Publicado em: 06/01/2012

Ler o Evangelho de Lucas é defrontar-se com a misericórdia e o amor de Jesus, e também com a Sua firmeza diante das tentações do demônio e Sua coragem frente aos judeus das Sinagogas.

Com Jesus Satanás não alcançou o resultado desejado, mas não se considerou derrotado... continua, até hoje, espalhando suas tentações sobre os filhos e filhas amados por Deus. Quantos sucumbem! Não têm forças para resistirem porque lhes faltam orações e comunhão com Cristo.

Já Jesus, rejeitando as propostas do demônio, “voltou para a Galiléia, com a força do Espírito” (14) e numa das Sinagogas lê um trecho do profeta Isaías, que Ele define como Sua Missão: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir” (21).

O povo que O escutava menosprezou Sua fala, retrucando: “Não é este o filho de José?” (22b) e Jesus acrescentou “Em verdade vos digo que nenhum profeta é aceito na sua própria terra.” (24)

Ora, se Jesus não foi bem aceito, não devemos nós esperar o reconhecimento e a gratidão daqueles a quem nos dedicamos ou por quem nos sacrificamos... devemos seguir adiante, como Jesus, fazendo o bem, curando os corações atribulados e anunciando a Boa Nova do  Reino.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 3

Publicado em: 05/01/2012

Neste capítulo João Batista identifica o Messias, o Cristo como Aquele que batizará com o Espírito Santo e com fogo. (v15). Mas para ele, Jesus deve viver seu Pentecostes e receber a força para começar seu ministério.

O Pai, de forma explícita, declara seu amor a Seu Filho, para que todos possam escutar: "Tu és meu Filho amado, em Ti coloco o meu afeto"(v. 22).

A voz que vem do alto, é direta para Jesus. É uma declaração pessoal e pública do amor de Deus a Jesus. Com esta motivação, Jesus tem a força para iniciar seu ministério.

Hoje, para cumprir nossa missão, todos nós necessitamos de uma experiência de Jordão, escutar a voz de Deus que declara seu amor de forma pessoal e incondicional, para então assumirmos nossa missão, proclamarmos e instaurarmos o Reino de Deus.

Se João Batista preparou o caminho, hoje somos escolhidos para proclamar que Jesus é O CAMINHO!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 2

Publicado em: 04/01/2012

Cumpre-se a promessa: nasceu o Salvador, o Cristo Senhor! (11). Veio na humildade e simplicidade. Por nós tornou-se pobre, para nos enriquecer com sua pobreza (2Cor 8,9). Deus divino vem se revelar humano aos mortais, com feições de uma criança. E não tinha lugar pra Ele nascer.

Ainda hoje, de alguma forma, a humanidade espera Deus. Mas quando chega o momento não tem lugar pra Ele. Vivemos tão absortos e ocupados conosco mesmos, que sentimos necessidade de preencher todo o tempo e espaço com nossas próprias coisas e não resta nada para Deus, nem para o outro. E quanto mais temos, mais nos auto suprimos.

Hoje, porém, o Senhor nos convida a nos esvaziarmos de nós mesmos e fazer do nosso coração uma manjedoura, um lugar em que possa repousar. Que nosso âmago se cale para receber a Luz das luzes e escutar o que o Espírito tem a nos dizer. Façamos como Maria, que meditava e guardava tudo em seu coração. (19)

Neste momento em que o céu abraça a terra, demos “Glória a Deus nos mais alto dos céus e na terra paz aos homens do seu agrado!”(14) e clamemos: Vem Senhor Jesus! Vem abrigar minh’alma sedenta de ti. Sou pobre, fraca e pecadora. Recorro a ti para que olhes a miséria da tua serva e se compadeça dela. Para que me mantenhas forte na tribulação, perseverante e altruísta. Vem aquecer-te na minha humanidade e reacender o fogo do teu Espírito, para que seja permanentemente canal da tua graça e do teu infinito amor. Amo-te Pai! Obrigada!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Lucas, Capítulo 1

Publicado em: 03/01/2012

Neste 1º capítulo do Evangelho de Lucas, vemos o cumprimento da promessa de Deus e a realização do que os profetas vinham anunciando: o nascimento do Salvador da humanidade.

O evangelista narra duas aparições angélicas, dois nascimentos, dois hinos de ação de graças, a mãe estéril e a mãe virgem. Começa com a forte expressão “Não temas!”, pois a divindade chega com intenção pacífica.

O povo que, com certeza, esperava a bênção sacerdotal de Zacarias, ao vê-lo voltar mudo do Santuário, é capaz de deduzir que algo muito maior está para acontecer, pois Deus vai falando ao seu povo através de sinais que vão desvendando Seus Mistérios.

No anúncio do Anjo a Maria, o enviado se chamará Jesus (o Senhor Salva) e terá um reinado perpétuo (Is 9, 6).

Nenhuma maternidade da história pode ser comparada com a de Maria. Isabel reconhece isto chamando a criança ainda no ventre de “meu Senhor”. Senhor é título divino de Jesus Cristo.

Maria, Isabel e Zacarias proferem cantos de louvor, pois confiaram no Plano de Deus e exultaram de alegria ao reconhecê-lo como “Aquele que é poderoso e cujo Nome é Santo”.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Filêmon, Capítulo 1

Publicado em: 02/01/2012

Esta breve carta relata a intercessão de Paulo por Onésimo, um escravo que fugiu do seu “senhor”.

A fuga de um escravo era um delito punido com penas graves. Paulo clama junto a Filêmon para resolver esta questão, não pela lei dos homens, mas pela lei de Deus: a do amor.

Filêmon perdeu seu escravo, por isso Paulo se propôs a restituí-lo, pagando por ele.

Independente disso, Paulo tenta convencer Onésimo a receber seu escravo não como tal, mas como irmão em cristo.

As relações comerciais e legais existem e devem ser respeitadas. Elas fazem parte do nosso cotidiano, mas tudo pode se tornar mais agradável se nos relacionarmos e confiarmos no outro e não apenas no custo-benefício da relação.

Através destas atitudes é possível ganhar ou até mesmo gerar um novo irmão em Cristo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Atos dos Apóstolos, Capítulo 7

Publicado em: 02/01/2012

Estevão é julgado pelo Grande Conselho, com detalhes muito parecidos com o julgamento de Jesus, porque um discípulo reproduz a vida e a morte do seu Mestre.

Com o rosto transfigurado (conforme vimos no ultimo versículo do capítulo anterior), oferece um discurso que apresenta as grandes etapas da História da Salvação com os principais protagonistas, mas já com um enfoque cristocêntrico, vendo como toda a história e acontecimentos apontam Jesus como o Messias.

Também a nossa história de salvação deve ser cristocêntrica, apontando todos os acontecimentos e fatos para Jesus, nosso Mestre.

Quando somos julgados e condenados, temos a oportunidade de testemunhar o poder de Deus que leva a história, a nossa historia e testemunhar ainda, que Jesus é o Messias anunciado.

A morte deste mártir é, na ótica cristã, maravilhosa. Ele está cheio do Espirito Santo e já vislumbra a glória de Deus e a presença de Jesus, de pé, a direita de Deus.

Que Estevão seja para nós um espelho de amor à Palavra de Deus e entrega sem limites.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Tito, Capítulo 3

Publicado em: 01/01/2012

A Carta a Tito apresenta instruções escritas por Paulo à vida em comunidade e dentro da Igreja. O capítulo em estudo destaca, em especial, a maneira de agir dos cristãos. Nos primeiros versículos, Paulo indica como devemos seguir o exemplo de Jesus na prática, pela obediência às autoridades; realização de boas obras; vigiando o que falamos a respeito de nossos irmãos e tratando a todos com educação, mantendo a paz e a calma em nossos corações.

Falando de sua conversão, Paulo divulga a doutrina cristológica (4-7): Jesus veio ao mundo para revelar o amor universal de Deus. Ou seja, por Ele a bondade se manifestou definitivamente no mundo.

É importante perceber que Paulo mantém a doutrina básica: Jesus Cristo nos salvou não por mérito nossos (5) e sim por sua graça e infinita misericórdia, mediante o batismo, o banho do novo nascimento e de renovação pelo Espírito Santo.

Paulo reconhece que era rebelde e mau, escravo de paixões e prazeres, vivendo na inveja e na falta de amor para com os outros. Mas, quando Deus mostrou ao mundo sua bondade e salvação, ele foi salvo também, independente de suas ações e pecados, tão somente pelo amor de Deus. E é esta verdade que quer anunciar agora para cada um de nós.

Contudo, perceba que o convite de Paulo a Tito, e hoje, aos cristãos, é de que não basta crer na Palavra anunciada: é preciso agir de acordo com a verdade revelada (8), evitando, inclusive, discussões inócuas e quebra da unidade em Cristo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

5.284.380


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana