Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Josué, Capítulo 2

Publicado em: 31/10/2012

      

Conquista de Canaã – Os espiões em Jericó.

Tantos feitos fez o Senhor pelo seu povo, fatos que chegaram longe e seu conhecimento fez tremer os inimigos do povo de Deus, pois reconheceram que: “O Senhor vosso Deus é Deus lá em cima no céu e aqui embaixo na terra”.(11b). É um Deus que nos guia lá de cima no céu, mas que também caminha conosco aqui na terra.

Na pessoa da prostituta Raab, uma grande lição: Ela como todo seu povo já estava destinada à morte, mas no seu temor ao Senhor, ela encontrou salvação para sí e sua família, fazendo-nos ver que todo passo que damos na direção do Senhor encontra uma resposta de misericórdia, amor e perdão. Saber também que, a caminhada por vezes é dura e penosa, mas que Deus é fiel e com Ele sempre alcançaremos a vitória. “O Senhor entregou toda essa terra em nossas mãos, e todos os seus habitantes tremem de medo por causa de nós”.(24)  

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Josué, Capítulo 1

Publicado em: 30/10/2012

       

Após a morte de Moisés, o grande líder da caminhada pelo deserto, todos se encontravam abatidos e na espera de novas ordens para seguir em frente.

Imaginem um povo que por sofridos anos, liderados por um homem forte que ouvia as orientações do próprio Deus, ficando órfãos. O que fariam agora para saberem a vontade de Deus em suas vidas? Eles se encontravam às portas da Terra prometida, o lugar que buscavam desde a fuga do Egito, e estavam inertes, esperando para ouvir uma voz de comando para entrarem e assumirem o que o Senhor os havia prometido.

Josué é o novo líder escolhido por Deus. Ele será preparado e guiado para assumir o lugar de Moisés. O próprio Deus o incentiva a ser forte e corajoso. A tarefa que ele tinha pela frente era enorme, acima de suas capacidades. Além de organizar o povo para retomarem a difícil caminhada atravessando o Rio Jordão, deveriam lutar pela terra que já estava ocupada. Precisava também estabelecer regras e normas para a ocupação, além de abastecer de alimentos a todos, até a primeira colheita.

Deus não nos dá uma missão sem providenciar os recursos necessários. No caso de Josué os recursos eram: a presença constante de Deus; a promessa de que nunca o abandonaria e a Lei que Deus havia dado através de Moisés, isto é a Palavra de Deus. O papel de Josué era ser forte e corajoso, crer e obedecer. O desânimo e o medo seriam vencidos pela confiança em Deus.

Temos também tarefas a fazer. Às vezes elas são muito além de nossas forças e habilidades. E desanimamos e ficamos com medo, se olhamos somente para nossos recursos. Mas temos a promessa de Deus de que a missão será bem sucedida, Ele estará conosco sempre.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 36

Publicado em: 29/10/2012

           

Chegamos ao último capítulo do livro dos Números. O Livro termina com o povo acampado às margens do Rio Jordão, perto de entrar na terra prometida.

Cada família tinha uma parte da herança recebida através de uma extensão de terra que aconteceu, e esta herança era repassada de geração em geração, apenas para filhos homens.

Quando não houvesse filhos homens, ficou decidido que as filhas tivessem também direito à herança. Mas, se a filha casasse com um homem de outra tribo, a herança passaria a ser da tribo do marido.

Assim, levaram até Moisés para que ele decidisse a melhor forma de resolver este problema. A solução que ele recebeu do Senhor foi que, as mulheres herdeiras poderiam casar-se apenas com homens da mesma tribo. Desta forma, nenhuma herança passaria de uma tribo para outra. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 35

Publicado em: 28/10/2012

           

Deus ordenou ao povo dar aos levitas, parte de suas cidades para habitarem e as pastagens à volta delas. Seis dessas cidades seriam cidades de refúgio para os homicidas involuntários. O homicida involuntário (Dt. 19) foi definido como aquele que mata por acidente e deve ser protegido do goel, o parente remidor, o qual, entre outras coisas, era o vingador do sangue do irmão assassinado.

A lógica dessa época era a da vingança, com a vinda de Jesus, essa lógica muda, isso fica claro no texto de Marcos com os dois mandamentos que Ele deixou, Amar a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo (Mc 12,33). O cristianismo é a única religião da história que ordena amar seu inimigo. Jesus demonstrou isso em Lucas 23 na cruz quando disse aos seus algozes, Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 34

Publicado em: 27/10/2012

           

A importância deste capítulo consiste no fato que ele determina com precisão as fronteiras da terra que o Senhor deu a Israel como sua herança. Esta terra lhe foi dada para sua posse perene, portanto pertence a Israel, não importando quem a ocupe ou a reclame para si.

Sendo a terra herança, nenhuma tribo podia reclamar para si a sua parte: Deus, o proprietário, era quem indicaria os limites da propriedade de cada uma. Para esse fim Ele explicou a Moisés o que deveria ser feito, claramente, e nomeou as pessoas que deveriam executar o seu mandado, uma vez que Moisés não estaria mais vivo quando isso ocorresse. Estas pessoas eram Eleazar o sacerdote e Josué, e um príncipe, ou maioral, de cada tribo, cujos nomes estão ao longo deste capítulo.

O livro de Números abrange trinta e nove anos da história de Israel, e termina quando o povo estava acampado às margens do rio Jordão, prestes a entrar na terra prometida. Estes livros nos dão alguns detalhes das vidas do povo de Deus durante sua experiência no deserto. Encontramos fracassos, rebeliões, reclamações, sofrimentos, e através desses exemplos tiramos lições valiosas para nossas próprias vidas à medida que percorremos o deserto desta vida.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 33

Publicado em: 26/10/2012

           

Chegando aos últimos capítulos do livro de Números está sendo concluído o relato das derrotas e vitórias dos israelitas ao longo da caminhada de 40 anos pelo deserto, desde a libertação do Egito à Terra Prometida: Canaã, Palestina, Israel.

Neste capítulo 33 o autor bíblico recorda todos os lugares por onde passaram e acamparam, e reforça as orientações sobre a posse do território:

  • expulsareis os habitantes
  • destruireis seus ídolos
  • demolirás seus santuários
  • repartireis a Terra entre os vários clãs e tribos

São as normas prescritas no código da aliança (Ex 23, 31-33) e na renovação da aliança (Ex 34, 11-16) e em Dt  7, 1-6 necessárias à manutenção da unidade do povo, da crença no Deus único e na solidariedade que garante vida digna a todos. O povo, entretanto, não atendeu e séculos  depois foi expatriado, sofrendo a tragédia do exílio.

Hoje somos nós que caminhamos rumo à Jerusalém celeste, à morada de Deus. Também enfrentamos dia-a-dia desafios, amarguramos derrotas e deliciamo-nos com pequenas vitórias; temos à nossa disposição a Palavra de Deus para nos mostrar a direção correta; conhecemos as normas e preceitos para prosseguirmos fiéis, mas nem sempre colocamos em prática. Quiçá possamos todos resistir às tentações para não acabarmos no exílio!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 32

Publicado em: 25/10/2012

           

O caminho da escravidão à liberdade é um processo que implica mudar a mentalidade de escravo e aceitar os riscos de enfrentar os desafios do futuro.
O povo resiste e por sete vezes quer regressar às sombra das pirâmides. Tem saudades dos alhos e das cebolas do Egito.

Em uma segunda etapa, em Cades Barnea, diante das noticias dos gigantes que ali habitam e das altas muralhas que protegem suas casas, o povo não enfrenta a conquista da terra prometida.

Nesta terceira etapa, já diante da fronteira da Terra Prometida, Gad e Rubém preferem ficar estacionados e não atravessar o Jordão.

Entretanto, esta atitude, afeta toda a comunidade de Israel e Moisés não aceita que se separem. É uma empresa comunitária, onde cada tribo tem seu papel. A batalha é comunitária e a conquista é fruto da união de todas as tribos.

Todos somos necessários na construção do Reino de Deus. Somos uma família, onde cada um tem o seu papel, e deve colocar o seu dom, seu talento, seu carisma a serviço do Reino.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 31

Publicado em: 24/10/2012

          

Este capítulo ilustra de forma narrativa os usos e teorias militares, tais como o extermínio da populacão, rituais de purificação após a guerra, a partilha dos despojos e a contribuição para os sacerdotes e levitas. É uma composição literária com pouco substrato histórico, mas com claro valor teológico.

O importante é observar que Israel é um povo a caminho para a terra prometida, guiados por Javé e Moisés. Quando o povo segue os ensinamentos de Javé, consegue o que se propõe; quando se afasta dos desígnios de Deus, fracassa em seus intentos.

Muitas guerras ocorrem no decurso da nossa vida, são desafios inimagináveis que nos remetem ao comportamento do povo de Deus em sua caminhada para a terra prometida. Mas ao contrário do castigo que se impunha ao povo, o Senhor nos revela sua face misericordiosa, nos recebendo e acolhendo como filhos pródigos, prontos para virar a página da vida e recomeçar.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 30

Publicado em: 23/10/2012

          

Neste capítulo Deus nos fala sobre o voto, uma aliança ou um forte desejo de demonstrar a ele o nosso amor, assumindo compromissos em qualquer idade ou realidade de nossa vida.

Naquele tempo, o voto formulado pelas mulheres era validado por seus pais ou maridos, pois eram muito submissas e o que prometiam a Deus tinha que ter aprovação. Nossa realidade hoje é outra, somos capazes de fazer e assumir nossos próprios compromissos com Deus.

Para nos tornarmos cristãos fizemos uma aliança com Deus, e nos comprometemos a segui-lo e representá-lo aqui na Terra durante toda a nossa vida, praticando o que lhe prometemos. Nosso Deus é fiel e espera de nós também a fidelidade.

O que dizemos, ou nos comprometemos a fazer perante Deus, é muito sério, deve ser expressão de verdade. Quando, por fraqueza, não conseguimos cumprir o que prometemos, precisamos pedir a misericórdia do Pai que tanto nos ama e nos compreende sempre.

Que sejamos sinceros com nossas palavras, e que cada promessa que façamos a Deus seja uma oportunidade de mostrar ao Pai o nosso grande amor por ele.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 29

Publicado em: 22/10/2012

          

Neste capítulo juntamente com o anterior é possível observar o que já foi legislado no capítulo 23 de Levítico.

O que se prescreve como oferenda e sacrifícios nas grandes festas de Ano Novo, Dia do Grande Perdão e na Festa das Tendas é que não se fará nenhum trabalho servil, mas sim uma assembleia litúrgica.

As ofertas de origem animal e vegetal e sacrifícios ao Senhor são o reconhecimento de que tudo vem do Senhor e por isso devolvido à Ele como forma de agradecimento e não o contrário ou com a intenção de “comprar algo” de Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 28

Publicado em: 21/10/2012

          

Este capítulo nos apresenta uma série de sacrifícios: os sacrifícios diários, os sacrifícios do sábado e da lua nova; os sacrifícios da semana da Páscoa e o sacrifício da festa de Pentecoste.

O olhar mais aprofundado ao texto nos revela a fé e a fidelidade em Deus, sob a realidade do povo escolhido. Apesar de parecer distante de nossa realidade, a reflexão desta passagem reflete o conceito material do sagrado, e isto afeta a vida do cristão hoje.

É importante refletir sobre os sacrifícios que fazemos em conseqüência da nossa fé e do amor maior por Deus. O contato com os desdobramentos do amor puro que Deus revelou à humanidade por seu filho, e, também, com os sacrifícios que permeiam a história, nos aproxima do Pai e nos coloca no caminho da salvação.

Então, reflita: Quais são os sacrifícios que você faz, para viver o Reino dos Céus aqui na Terra? O que é sagrado para você?

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 27

Publicado em: 20/10/2012

          

Zelofeade era um israelita da tribo de Manassés que morreu no deserto deixando cinco filhas. Como seu pai não havia deixado um filho homem como herdeiro, as cinco irmãs foram solicitar a Moisés o direito à herança do pai.  Assim, elas solicitaram um pedaço de terra como herança, mas a decisão do tribunal foi considerada inadequada para resolver o assunto. Moisés levou o assunto a Deus.

Moisés falou com Deus, que decidiu que o que elas pediam era justo e que dali por diante as filhas teriam direito à herança dos pais. Repare que esta é uma passagem que também argumenta contra o machismo. Deus considerou que as mulheres tinham o mesmo direito à herança do que os homens.

Depois do caso das filhas de Zelofeade, Deus pediu para Moises subir ao monte de Abarim e viu toda a terra que estava a sua volta. A terra que o Senhor daria aos israelitas. Moisés já sabia que não devia entrar na terra prometida.

O Senhor escolheu Josué, que já vinha há algum tempo sendo preparado para o cargo de líder, tinha experiência e viveu no deserto com Moisés.
Moisés fez como o Senhor lhe ordenou. Chamou Josué e o apresentou ao sacerdote Eleazar e a toda a comunidade.  Impôs as mãos e passou o cargo a ele.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 26

Publicado em: 19/10/2012

          

Neste capítulo, é reforçada a importância das origens das tribos de Jacó e seus descendentes. No judaísmo, é muito importante a questão da genealogia. Entre eles era indispensável demonstrar a pureza da raça. Possuir mistura de sangue estrangeira, isto é, ter um não judeu entre os seus antepassados, significava perder os direitos como membro do povo de Deus. Além disso, também havia a perda do direito da terra, que foi dividida entre as tribos de Jacó.

No entanto, Jesus veio dar verdadeiro sentido à genealogia. Jesus não desprezava a sua origem e descendência de Davi, mas proclamava que havia um critério para ser da família de Deus mais importante que o vínculo de sangue: “Pois todo aquele que faz a vontade do meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe.” (Mt 12, 50).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 25

Publicado em: 18/10/2012

          

Nesse capítulo, podemos perceber a busca do povo de Deus por outros deuses, afastando-se do verdadeiro e único caminho do amor e da paz.

Nossas vidas são cercadas de pequenos deuses que tentam de tudo para se tornarem senhores de nossas vidas. A preguiça, a mornidão, a gula, a busca pelo mais fácil, são alguns nomes dos inúmeros e incontáveis deuses que querem nos tirar do caminho correto.

Temos que prestar muita atenção para não confundir o caminho que o Deus verdadeiro nos quer traçando. Será necessário que, assim como descrito no versículo 8, uma lança nos atravesse para que, somente em meio à dor, percebamos que nos prostituímos?

É necessária muita atenção para que no lugar de nos abandonarmos em Deus, não abandonemos à Deus. Senhor, peço-te que nos permita sempre trilhar suas veredas, proteja-nos e nos guarde do mal, amém.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 24

Publicado em: 17/10/2012

          

Terceiro e Quarto oráculo de Balaão.

Neste capítulo o resumo de tudo aquilo que nos cabe na busca da salvação.

A vida e exemplo de Balaão. Homem de Deus, homem firme na fé, homem que busca fazer somente aquilo que é do agrado do Senhor.

A exemplo de Balaão, nós hoje podemos conviver com pessoas que buscam fazer o mal e a vingança contra seus “inimigos”. Balaão mostra-nos como agir quando diz: “Mesmo se Balac me entregasse o palácio cheio de prata e ouro, não poderia transgredir a ordem do Senhor” (13). Agradar ao Senhor vale mais do que o ouro e a prata.
Nos versículos 3/4 e 15/16, as palavras de Balaão que poderíamos e deveríamos fazer nossas:

“Oráculo de “meu nome”, filho de ________, oráculo do homem que tem os olhos abertos, oráculo daquele que ouve as palavras de Deus, que vê o que o Poderoso lhe faz ver, que cai em êxtase e tem os olhos abertos.”

Enfim podemos lembrar que “afastai-vos do pecado e o pecado se afastará de vós”. E depois Balaão(homem de Deus) pôs-se a caminho de sua casa, e Balac(pecado) também seguiu o seu caminho.(24)

Que o Espírito nos conceda os dons do discernimento, sabedoria e fortaleza para conhecermos a vontade de Deus e coloca-las em prática. Amém!!!!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 23

Publicado em: 16/10/2012

          

Quem poderá amaldiçoar a quem Deus abençoou?

A nação de Israel tinham atravessado as fronteiras do reino moabita de Balac pacificamente, mas ainda estavam nas planícies de Moabe, preparando-se para entrar na Terra Prometida.

Havia chegado até eles a notícia de que os israelitas tinham derrotado o poderoso império egípcio e os seus vizinhos, os amorreus. Preocupado e com medo, pensando que eles eram uma ameaça, Balac recrutou Balaão para amaldiçoar os Israelitas.

A ganância de Balaão por riquezas o fez aceitar a missão. Pensando em negociar com Deus, ele oferece holocaustos em sete altares, mas Deus ignora estas oferendas e transforma a maldição em bênção. Quando Balaão tentava pronunciar uma maldição sobre os israelitas, sua boca se abria e dela saiam palavras de bênçãos provenientes de Deus, deixando Balac muito irritado.

Que estejamos com os ouvidos sensíveis à voz de Deus, para falarmos aquilo que Ele quer e não o que queremos. Riqueza e fama nenhuma poderá comprar o lugar que Deus reservou para aqueles que derem ouvidos a Sua Palavra.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 22

Publicado em: 15/10/2012

          

Números 22 conta um pouco da história de Balaque, que era rei de Moabe.

Balaque estava com medo do povo de Israel, pois sabia que era um povo de sucesso e numeroso, e que eles poderiam ameaçá-lo, pois já estavam acampados na fronteira de seu país.

Assim, Balaque enviou mensageiros ao profeta Balaão para que ele amaldiçoasse o povo de Israel, mas o profeta instruído por Deus recusou. Balaque não satisfeito, reenviou os mensageiros prometendo ofertas ainda maiores para que Balaão atendesse seu pedido. Após consultar o Senhor, Balaão foi orientado a partir com os mensageiros.    

A cobiça de Balaão falou mais alto, ele estava corrompido pelas promessas do Rei. No caminho de Moabe, o Senhor enviou seu Anjo que fez com que a jumenta de Balaão desviasse o caminho, mas ele insistia e chegou a agredir sua jumenta. Nisto, o Senhor abre os olhos de Balaão, que vê o anjo do Senhor parado no caminho e se prostra com o rosto em terra.

Deus protegeu seu povo, não permitiu que Balaão os amaldiçoasse. A promessa de Deus se cumpriu mais uma vez.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 21

Publicado em: 14/10/2012

          

O povo de Israel murmurava constantemente contra Deus e contra Moisés. Reclamavam da falta de água e da comida. “Por que nos tirastes do Egito, para morrermos no deserto?” (5). Diz o relato bíblico que Deus enviou cobras venenosas para picar o povo e muitos morreram. Moisés intercedeu pelo povo, e Deus deu-lhes uma ordem para confeccionar uma imagem.

“Faze uma serpente venenosa e coloca-a num estandarte: ao olhá-la, os que foram mordidos por serpentes ficarão curados.” (8)
Essa serpente erguida num estandarte é a prefiguração de Cristo na cruz. Assim como ao olhar para a serpente o povo ficava curado, assim também nós, somos curados e salvos ao fixarmos os nossos olhos em Jesus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 20

Publicado em: 13/10/2012

          

A terra prometida ainda não havia chegado, e neste capítulo vemos o caminhar do povo de Israel reclamando a falta de água na região onde se encontravam. Moisés e Arão se retiram da presença da assembleia para implorar a ajuda e a direção de Deus.

Deus ordena a Moisés que bata a sua vara na rocha e esta dará água. Moisés bate a vara duas vezes na pedra e esta jorra água em abundância. No ato de Moisés bater duas vezes na rocha percebe-se que ele teve dúvida, não do poder de Deus mas da vontade Dele para satisfazer o seu povo.

Os israelitas eram um povo rebelde e incrédulo, muitas vezes não se deixando convencer pelos milagres feitos por Deus aos seus olhos. Reflitamos através dessa passagem sobre a nossa fé no Deus verdadeiro que nos conduz rumo ao céu... lá é o nosso lugar, é pra lá que caminhamos!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 19

Publicado em: 12/10/2012

          

O livro de Números nos leva a caminhar pelo deserto junto com os israelitas, rumo à Terra Prometida. É um longo trecho, cheio de provações e desafios; e neste caminhar o povo vai aprendendo as instruções da Torá, o conceito do sagrado, o exercício da fé e da fidelidade a Deus.

Alguns exageros permeiam o aprendizado, como a rigorosa Lei do Puro e do Impuro que levou o povo à prática de atitudes de discriminação e exclusão, condenadas por Jesus, “... nada que de fora entra na pessoa a torna impura... mas sim o que provêm do coração do ser humano...” (Mc 7, 18ss)
O capítulo 19 do livro de Números trata da purificação, principalmente do contato com cadáveres, feita através da água tratada num ritual complexo. Diante da precariedade de recursos medicinais da época, não só pela falta de conhecimento como também pela situação de deserto, justificava-se esse cuidado. Percebe-se nesta purificação a influência da cultura vigente e dos costumes pagãos dos povos vizinhos; o autor bíblico procura colocar tudo de acordo com a Lei do Puro e Impuro e sob a vigilância e direção do sacerdote.

No capítulo 9 da carta aos hebreus o autor exalta o sacrifício de Cristo, mostrando sua superioridade em comparação às praticas executadas no AT quando sacrificavam “bodes, touros e novilhas para a pureza ritual dos corpos” (Hb 9, 13); diz ele: “...quanto mais o sangue de Cristo purificará a nossa consciência das obras mortas para servirmos ao Deus vivo!” (Hb 9, 14). Vale a pena complementar a leitura de Números com este capítulo da carta aos hebreus.

Enfim, que esta leitura nos lembre que hoje temos a nosso dispor o corpo e o sangue de Cristo no sacramento da comunhão, e, como diz um hino: Ele está no sacrário “...esperando que venham as almas para O visitar...” Deus nos quer santos, mas só com Ele conseguimos caminhar dia-a-dia rumo à santidade.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 18

Publicado em: 11/10/2012

          

Neste capítulo o Senhor fala a Aarão e a Moisés. Para Aarão, deixa a responsabilidade o serviço da Tenda do Encontro. No verso 7, é designado a exercer o sacerdócio. Deve servir em tudo o que se refere ao altar e o que está por trás do véu de separação.

Deus confia  a Aarão o sacerdócio como um serviço e como um privilégio. A Palavra é clara, servir a Deus é um privilégio. É para os seus escolhidos e Deus escolhe Aarão para cuidar de todas as suas oferendas e todas as coisas que serão consagradas ao Senhor. "Tudo o que em Israel for consagrado a Deus te pertence."

Deus também fala a Moisés e a ele confia a responsabilidade dos dízimos: "Quando receberdes dos israelitas o dízimo, que vos dou como herança, descontareis um tributo para o SENHOR, correspondente à décima parte do dízimo."

O Senhor Deus nos fala hoje também, através de sua Palavra que é viva e eficaz. Nos direciona e nos impulsiona a seguir Seu caminho. Estejamos atentos a voz do bom Pastor.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 17

Publicado em: 10/10/2012

          

Após a revolta de Coré, o povo protesta pela morte de seus representantes, atribuindo este fato a Moisés. Este intercede a Deus e encarrega Aarão de cumprir um rito de expiação com incenso de forma a deter a mortandade. O incenso representa uma linha que demarca a morte e a vida; o mau cheiro da corrupção se detém diante do aroma sagrado. 

Deus confirma a eleição para o sacerdócio de Aarão e de seus filhos através da vara que floresceu. Dar flores e fruto é símbolo da vitalidade e fecundidade. 

Israel é uma comunidade “em marcha” que rejeita a autoridade de Deus e não se submete aos seus propósitos. Murmura, lamenta e se rebela. Também nós, muitas vezes, nos colocamos à frente de Deus, sendo pedra de tropeço. Não compreendemos seus planos, rejeitamos Sua autoridade e então sofremos por nossa desobediência. 

O Senhor nos conceda sabedoria e fortaleza para superar as tentações do “deserto”!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 16

Publicado em: 09/10/2012

          

Juntaram-se duzentos e cinquenta israelitas contra Moisés e Aarão, questionando suas lideranças, sobre o povo no deserto. Os revoltosos eram comandados pelo levita Coré e outros homens de renome, líderes do povo.

Por conta desta rebelião, Deus queria punir todos da comunidade, mas Moisés e Aarão se prostaram diante do Senhor, pedindo compaixão para com o povo tão sofrido. Mas a rebelião é contida por Deus, soterrando os que estavam a frente destes homens, e os 250 que se juntaram a este motim, contra as vontades do Senhor, foram consumidos pelo fogo.

Hoje ainda nos revoltamos com Deus? Quando é que não concordando com sua vontade para a nossa vida? Ajudamos nossas lideranças a cumprir bem a sua missão? Muitas vezes como Coré, queremos o lugar das pessoas que foram escolhidas para nos liderar e ficamos, pelas costas murmurando, fomentando intrigas para conquistar e aumentar o número dos descontentes. Esta atitude nada tem de Cristão. Participar do Reino proposto por Deus é acolher, ajudar e rezar para que os escolhidos, cumpram bem a missão que lhes foi confiada.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 15

Publicado em: 08/10/2012

          

 Neste capítulo a narrativa sobre a vida no deserto é interrompida e dedica-se à prescrição sobre as oferendas e libações que os israelitas deveriam observar quando instalados na Terra Prometida.

A partir daí, é encerrada a norma sobre o sacrifício de expiação que se ofereciam por faltas cometidas inadvertidamente, que eram perdoadas e também sobre os pecados que não teriam perdão e por consequência o pecador seria excluído da comunidade.

A partir do versículo 32 é possível observar um caso de condenação à morte por violar o sábado. É um exemplo pedagógico para o povo da época. Não devendo, portanto, tomar ao pé da letra essas normativas.

Posteriormente Jesus vem abolir essas leis é resumi-las num único mandamento do AMOR, pois amando somos capazes de não somente cumprir o descanso semanal, mas amar a Deus e ao próximo como a mim mesmo.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 14

Publicado em: 07/10/2012

          

Ainda que diante de uma descrição de terra boa, uma promessa de prosperidade, o povo murmura e quer voltar ao Egito, pois lhe falta confiança no Senhor. Caleb e Josué, que já tinham adentrado a terra indicada pelo Senhor, tentam, em vão, relembrar o povo da confiança que devem ter no Deus que é libertador e cumpre a aliança prometida.

Deus, então, quer destruir o povo ingrato, mas, Moisés intercede pelos seus, lembrando os grandes feitos já realizados, sua paciência e sua misericórdia. O Pai misericordioso, assim, perdoa. Contudo, não deixa de corrigir seu povo e a geração que saiu do Egito não entrará na terra prometida, a não ser Caleb e Josué.

Não bastassem as demonstrações de desconfiança no Pai, o povo se converte, reconhece seu pecado contra o Senhor, no entanto, não aguarda sua palavra de ordem e insiste em partir em busca da terra prometida, sem sucesso.

O capítulo propõe uma reflexão importante: muitas vezes nós nos comportamos como o povo que fugiu do Egito, duvidando do amor do Pai e da firmeza de seus planos para seus filhos, o que nos afasta ainda mais da felicidade e da salvação. Ou ainda, quando convertemos os nossos corações, não conseguimos aguardar e permanecer na fidelidade de seu amor e no tempo de Deus. Assim, a exemplo de Josué e Caleb, devemos lembrar que: Deus nos quer bem e não devemos nos revoltar contra Ele!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 13

Publicado em: 06/10/2012

          

O povo de Deus é um povo forte, guerreiro, vencedor, que triunfa sobre as tempestades; é um povo que não retrocede diante dos problemas, não teme o perigo, nem se intimida com ameaças do adversário. É um povo que marcha segundo as leis do céu, rompendo barreiras, conquistando em nome de Deus.

Neste capítulo percebemos que o povo esqueceu-se disso, nos versículos de 31 a 34, quando veem quem estava na terra que Moisés os enviou.

Eles sentiram fraqueza: “Não podemos enfrentar esse povo, porque é mais forte do que nós”. Ficaram irritados com Moisés. Caleb tentou acalma-los, mas estavam com muito medo do povo que ali estava, viam-se como gafanhotos diante de gigantes.

Quantas vezes agimos como esse povo? Sabemos que nosso Deus tudo pode, que somos fortes porque o Senhor é forte! Porém, esquecemos, nos deixamos levar pelos sentimentos diante do que vemos com os nossos olhos humanos e por muitas vezes esquecemos de ver como o Senhor nos convida a enxergar, com os olhos da fé!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 12

Publicado em: 05/10/2012

          

Neste capítulo, vemos problemas encontrados pela liderança de Moisés: a inveja e a incompreensão. Os irmãos de Moisés, Aarão e Maria não admitiam que somente ele falasse com Deus, principalmente pelo fato de ter desposado uma mulher estrangeira.

No entanto, Deus não se apegou em mesquinharias humanas e sim no coração de seu servo Moisés, humilde mais que qualquer pessoa sobre a terra (v. 3):

“Escutai minhas palavras: Se houver entre vós um profeta do SENHOR, eu me revelarei a ele em visões e lhe falarei em sonhos. O mesmo, porém, não acontece com meu servo Moisés: ele é homem de confiança em toda a minha casa. Com ele falo face a face, às claras e não em enigma, ele contempla a forma do SENHOR. Como, pois, vos atreveis a criticar meu servo Moisés?” (Nm 12, 6-8)

Como consequência desta atitude, Maria foi tomada de lepra.

Neste trecho podemos observar a humildade de Moisés, que mesmo tendo sido questionada sua autoridade, intercede a Deus pela sua irmã: Então Moisés clamou ao SENHOR, dizendo: “Ó Deus, eu te rogo, concede-lhe a cura!” (v. 10)

Como nos diz o Catecismo da Igreja Católica, no parágrafo 2574: A oração de Moisés responde à iniciativa do Deus vivo, com vista à salvação do seu povo. Prefigura a oração de intercessão do único mediador, Cristo Jesus.

Como mensagem de Deus para nós hoje, sigamos o exemplo de Moisés. Caso a nossa participação na igreja gere inveja e incompreensões, sejamos humildes e intercedamos pelos que nos perseguem.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 11

Publicado em: 04/10/2012

        

Nesse capítulo, as queixas do povo de Deus continuam, ao ponto do Senhor se desagradar e o fogo destruir. Quantas vezes não somos destruídos pelas nossas reclamações, descontentamos a Deus, que, em sua imensa bondade não nos queima com o fogo, mas nos salva dele, pois essa chama que destrói é fruto de nossos próprios desejos. 

Toda vez que o povo reclama, Deus se torna “visível”, por meio de manifestações. Infelizmente, muitas vezes podemos viver essa situação em nossas vidas. Lembramo-nos de Deus somente nas reclamações, onde perguntamos “Onde está você Senhor!”. O mais bonito é que Deus, como um pai que ama seu filho, sempre responde e, somente nesse momento, pela falta de nossa fé é que “enxergamos a Deus”. 

Que possamos ver a manifestação de Deus em nosso meio a todo momento e, sabendo de sua presença entre nós, sintamo-nos confortados e seguros de que Ele cuida de nós, e nossas reclamações não terão mais força em nossos corações.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 10

Publicado em: 03/10/2012

        

Um homem guia, Deus conduz.

Neste capítulo, mais especificamente neste título, algumas lições propícias à nossa vida.

O Caminho que Deus nos indica sempre leva a prosperidade. Uma prosperidade que não é necessariamente de bens materiais, mas que pode ser uma prosperidade de muita paz, muita harmonia. Quando aprendemos a caminhar com Deus, apreciar seus princípios, seus valores, isto é o que nos basta. Porém, as vezes, seguir o caminho indicado por Deus, pode nos parecer um pouco difícil, por isso Moisés pede ajuda a Hobab, seu sogro. Em nossa vida também é assim, precisamos buscar ajuda, por vezes aceitar ajuda. Quando Hobab diz que seguirá por outro caminho, Moisés volta a insistir com ele que aceita enfim caminhar com Moisés e mostrar os lugares mais seguros para o acampamento. Nem sempre podemos realizar as coisas sozinhos, buscamos ajuda e juntos vencemos e alcançamos “prosperidade”.

Contudo tenhamos sempre claro em nossas vidas, nos guiamos por nossos intuitos ou conhecimentos, ou buscamos ajuda de alguém que nos guie, mas é sempre Deus que conduz.

Deixemo-nos conduzir por Deus. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 9

Publicado em: 02/10/2012

      

Os israelitas tinham saído do Egito e caminhavam pelo deserto há um ano. No início do segundo ano Deus determinou a Moisés que todos deveriam celebrar a Páscoa, até mesmo os que estivessem ausentes ou impuros. A estes, Deus dá nova oportunidade: eles celebrarão a Páscoa no mês seguinte. Grande é a falta daqueles que, mesmo puros, não se apresentam ao Senhor nesta celebração.

Durante a caminhada pelo deserto, Deus guiava o povo determinando a hora de partir e o período para descansar. O sinal era dado por nuvens que se acumulavam sobre a tenda. Sempre que a nuvem se levantava de cima da Tenda, os israelitas partiam e acampavam no lugar em que a nuvem parava. Conforme a ordem do Senhor os israelitas partiam, e conforme a ordem do Senhor eles descansavam.

Em todas as tardes a nuvem mudava de cor e adquiria aparência de fogo, que iluminava a Tenda durante a noite escura, e permanecia assim até a manhã seguinte.

Deus escolheu a rota, os lugares de repouso e o período de permanência em cada um deles e os israelitas foram fiéis as suas ordens. O sinal visível de sua presença proporcionava aos que caminhavam, a fé e a certeza de que alcançariam a terra prometida.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Números, Capítulo 8

Publicado em: 01/10/2012

      

 No capítulo 8 do livro dos Números, vemos o processo de purificação dos Levitas, depois de uma ordem dada pelo Senhor a Moisés.

Uma vez limpos conforme a lei, os Levitas entrarão para o serviço da tenda da reunião.

Através deste ato, formou-se uma unidade entre o sacerdócio e toda a congregação de Israel uma vez que, pela oferta, são consagrados ao Senhor, e estabelece ai uma comunhão entre todos.

Assim, no rito, o Senhor recebe pela imposição das mãos e a oferta de movimento, feitos por toda a comunidade o sacerdote levita, e o entrega de volta a Aarão, tratando-se assim os levitas como uma verdadeira e plena oferenda de sacrifício.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

5.284.312


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana