Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Efésios, Capítulo 3

Publicado em: 30/11/2011

Neste capítulo da Carta de São Paulo aos Efésios, fica evidenciado a graça de Deus para todos os povos e nações.

A graça que se supunha fosse para os judeus, Paulo leva também aos pagãos, como que dizendo, não só os judeus são os destinatários da graça, mas também os pagãos e hoje todos nós: os habitantes de toda a terra, e em especial eu, você.

No versículo 12, “Em Cristo, pela fé que temos nele....”, podemos observar que não mais por pertencer a este ou aquele povo, mas simplesmente pela Fé, “conseguimos nos aproximar confiantemente de Deus”,  e ter com Ele uma experiência única de amor.

Viver esta experiência e saber que Deus nos ama independente de nossa raça ou cor e ter a certeza que sua ação ultrapassa todas as nossas expectativas. “Áquele que tem o poder de realizar, por sua força agindo em nós, infinitamente mais que tudo que possamos pedir ou pensar.” (20)

Paulo nos convida a permitir que Jesus habite em nossos corações pela fé, e que estejamos enraizados e bem firmados no amor, só assim estaremos capacitados a entender, com todos os santos, o amor de Cristo que ultrapassa todo o conhecimento e seremos repletos da plenitude de Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Efésios, Capítulo 2

Publicado em: 29/11/2011

 

Assim como o nascimento de Cristo mudou a contagem do tempo, nascer de novo pela fé na experiência do Espírito Santo, muda o estado de morte para o de vida, da escravidão para a liberdade. É necessário o encontro com a cruz de Cristo para ressurgir a nova criatura livre de pecados.

A salvação de cada um não vem das boas obras que praticamos. Caso a salvação fosse concedida por meio daquilo que produzimos, haveria motivo para alguém dizer: “Eu conquistei a minha salvação. Fiz por merecer”. No versículo 9 Paulo diz para não nos gloriarmos, não é mérito nosso, é pela graça que fomos salmos, a salvação é dom de Deus!

A humanidade produz marcas que dividem as pessoas por raça, cultura ou religião, mas em Cristo não há separação, somos unificados pelo seu sangue, com Ele todos temacesso a Deus, e não devemos nos sentir mais próximos ou mais distantes de Deus, estamos juntos na caminhada.

Somos a igreja, uma “casa” com toda a sua estrutura e fortaleza apoiada em Cristo, conhecemos suas fundações e os seus alicerces, esta segurança e esta confiança trazem para nós muita paz.

Todos nós fazemos parte dessa construção somos morada de Deus. Esta promessa não é apenas para os habitantes de Éfeso, é para os séculos futuros, é para nós hoje!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Efésios, Capítulo 1

Publicado em: 28/11/2011

No primeiro capítulo da carta de São Paulo para Efésios ele deixa claro o objetivo do texto que é elevar toda a comunidade ao plano celeste. Aqui, Paulo quer nos dizer que é do céu que partem e se realizam as bênçãos espirituais desde toda a eternidade (1,3).
As principais bênçãos citadas pelo apóstolo são:

1-     Deus nos escolheu antes da fundação do mundo para sermos santos e irrepreensíveis (4)
2-     Deus nos predestinou para sermos seus filhos adotivos por Jesus Cristo (5)
3-     A redenção e remissão do pecado pelo sangue de Cristo (7)
4-     Deus permite que conheçamos seus mistérios e sua vontade (9)
5-     A Salvação veio para todos os povos ( 11-13)

Nestas promessas se resumem toda a história da salvação desde a criação até a redenção realizada pela cruz de Cristo.

Por fim o apóstolo diz que Deus fez de Cristo, o cabeça da Igreja (22); não existe salvação longe de Cristo. Todas as vezes que buscamos outras formas de saciar nossa sede de amor, justiça e paz, que não seja no céu, onde esta Cristo, estamos negando sua autoridade.

Que possamos assumir nosso chamado e que o Espírito santo ilumine nossos passos para que consigamos viver o plano de salvação de Deus em nossas vidas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 6

Publicado em: 27/11/2011

Ensinamentos falsos estavam causando divisão entre os discípulos na Galácia. Estavam atacando um ao outro (5,15) e invejosamente se exaltando uns sobre os outros (5,26), ao invés de trabalharem juntos para superar as dificuldades. Mas, na guerra contra o pecado, precisamos da ajuda um do outro para encorajamento e força. Em Gálatas 6, Paulo continua com as aplicações práticas na vida cristã, exortando os irmãos a ajudarem um ao outro.

“Carregai os fardos dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo” (2). Pois o próprio Cristo nos deu seu modelo, quando carregou sobre Si nossas dores e pecados. Jesus nos convida a imitá-lo, devemos ter a coragem de sofrer pelo outro, de se cansar para que o outro descanse, de ser o primeiro a dar ou pedir o perdão. Comigo o máximo de exigência com o outro o máximo de misericórdia. “Não nos cansemos de fazer o bem, pois a seu devido tempo colheremos sem fadiga” (9). Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 5

Publicado em: 26/11/2011

Como é atual a mensagem deste capítulo 5 desta carta!! Deus nos fala hoje: Amar o Nosso Deus Salvador acima de todas coisas e o teu próximo como a ti mesmo vivendo e procedendo segundo o Espírito de Deus é alcançar a verdadeira e única liberdade.

Seu tema principal é a liberdade cristã: Jesus Cristo nos libertou e somos chamados para a liberdade. Que princípio eterno Deus nos revela: em sua morte e ressureição, Jesus Cristo nos tornou livres, nos libertou da escravidão deste mundo e do pecado.

E São Paulo nos ensina como viver plenamente esta liberdade: seguir o maior de todos os mandamentos - Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo. E viver pelo Espírito Santo sempre deixando-nos conduzir pelo Espírito de Deus.

A liberdade que Jesus nos dá não é libertinagem. Quando vivemos esta falsa liberdade “damos os frutos da carne” descritos no texto. E o Senhor nos dá esta ordem: não façamos deste fato um pretexto pra servir a carne, mas pede que nos deixemos guiar pelo Espírito Santo.

Quando vivemos pelo Espírito de Deus “damos os frutos do Espírito”. É pelos frutos que se conhece a árvore!! Vamos examinar a nossa vida pra ver “que frutos estamos dando”, pedir perdão ao Senhor buscando o Sacramento da Penitência, pedindo ao Senhor que derrame em nossa vida abundantemente o Espírito Santo, nos fazendo vivermos e procedermos segundo Ele. Para finalizar, rezemos a Oração VINDE ESPÍRITO SANTO.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 4

Publicado em: 25/11/2011

Reconhecendo a fraqueza do ser humano, Deus Pai não se cansou de nos dar provas de Seu amor infinito e incondicional, e Paulo, para aumentar a nossa fé, nos apresenta e enfatiza inúmeros exemplos destas provas em suas diversas cartas.

Neste capítulo destacam-se os versículos 4 a 6. Nós, como os gálatas naquela época, devemos tomar posse desta graça oferecida: ser filho/a de Deus e ter em nós o Espírito de Deus, aquele que nos impulsiona para o amor ao próprio Deus e aos irmãos. Em atitude de contemplação a Deus, fechemos nossos olhos e digamos (uma, duas, várias vezes): “o Espírito de Deus está em mim!”

Depois de receber esta graça, esta força, este poder... como podiam os gálatas voltar à escravidão da lei? Horrorizou-se Paulo! ... Os judaizantes, que procuravam desacreditar Paulo e seus ensinamentos, incentivavam os gálatas a serem circuncidados e a adotaram a rigidez da lei judaica. O paganismo era uma escravidão a deuses que não eram deuses mas ídolos e a proposta desses judaizantes era apenas a troca de uma escravidão por outra. 

A conversão ao cristianismo foi (e ainda é hoje) uma libertação dos falsos ídolos como o amor excessivo ao dinheiro e ao poder; a visão egoísta e egocêntrica, mas só é alcançada com perseverança e garra.

Para que os gálatas compreendessem melhor, Paulo fez uma comparação (Gn 16 e 21) entre Sara – a legítima esposa de Abraão e Isaac, o filho da promessa com a Jerusalém (a Igreja) matriarca e esposa de Deus, transcendente e celeste - e Agar – a escrava e seu filho Ismael com a Jerusalém empírica submetida à escravidão da lei e aos interesses dos poderosos, a Jerusalém que condenou à morte o Filho de Deus.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 3

Publicado em: 24/11/2011

Neste capitulo de hoje, Paulo usa das Escrituras para mostrar aos judaizantes da época a validade da lei e a nova forma de olhar para o Antigo Testamento.

Agora, a salvação não depende das obras da lei, dos ritos, ou dos sacrifícios. Agora ela é manifestada em Cristo, que morre para instaurar um novo sistema.

No versículo 13: "Cristo nos resgatou da maldição da Lei, tornando-se ele próprio um maldito em nosso favor, pois está escrito: Maldito todo aquele que for suspenso no madeiro".  Significa que Jesus, embora sem pecado algum, se submeteu a uma maldição. A maldição prescrita como lei . Para que? Justamente para caducar, invalidar, destruir o antigo sistema legalista. Jesus morre no madeiro e assim instaura um novo sistema. Agora Ele é a nova lei. Temos um "novo sistema". A graça da salvação. Não temos mais dívida alguma e o peso da lei já não pode condenar-nos, porque é tempo de benção e realização da promessa.

Como conseguimos alcançar esta benção e tomar posse dela em nossas vidas? Pela fé! Tão simples e tão profundo.

O versículo seguinte traduz bem esta verdade:" Isto sucedeu para que, no Cristo Jesus, a BENÇÃO de Abraão chegasse as nações, e assim PELA FÉ, recebêssemos o Espírito prometido."

Sim, é pela fé em Cristo Jesus que somos filhos de Deus (Ver 26).

Qual seria nossa resposta a esta bela palavra de hoje? 

  1. assumir nosso batismo,(ver 27) 
  2. consagrarmos toda nossa vida, passado, presente e futuro à Cristo e
  3. revestirmo-nos de Cristo. (ver 27), pois se pertencemos a Ele, somos descendentes de Abraao e herdeiros de sua promessa!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 2

Publicado em: 23/11/2011

É chamada de “O manifesto da Liberdade Cristã”. Esta Carta surgiu porque alguns judaizantes queriam impor aos cristãos convertidos a circuncisão e algumas regras da Lei Mosaica como pré-requisito para a salvação. E moviam uma campanha contra Paulo, questionando sua legitimidade apostólica. Paulo apresenta suas credenciais e defende a legitimidade de seu anúncio (v.7-9)

A chave mestra desta leitura fundamenta-se na unidade da salvação em Cristo, oferecida de forma gratuita por Deus. Paulo deixa claro que a salvação vem pela fé em Jesus Cristo e não pelas obras da lei. Ele não rejeita a prática das obras, pois a “fé atua pela caridade” (v.5,6). O que rejeita é a salvação através da observância da lei mosaica, pois fora por essa mesma lei que Jesus foi condenado e morto.

A fé aqui não pode ser entendida como uma mera aceitação intelectual de dogmas e verdades, mas como uma adesão pessoal, manifestada na imitação da práxis de Jesus, que nos capacita com seus dons e frutos do espírito.

Muitas pessoas acreditam que multiplicando suas práticas religiosas encontrarão a salvação, mesmo permanecendo arredias e indiferentes ao próximo. Mas empenhar-se na salvação por méritos próprios é tornar inútil e inválida a morte de Cristo. Fomos libertos na cruz do Senhor (2,15-21). Só por ela e através dela alcançaremos a verdadeira felicidade.

Peçamos ao Senhor a graça de poder experimentar a profissão de fé de Paulo: “Já não sou eu quem vivo, mas Cristo que vive em mim”. Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Gálatas, Capítulo 1

Publicado em: 22/11/2011

Nossa vocação transcende, é missão Divina!

O zelo de Paulo pelo evangelho provém de sua experiência de um Deus zeloso. É a partir dela que ele compreende ter sido chamado ainda no ventre materno e reconhece ser apóstolo, assumindo verdadeiramente sua missão. Missão não humana, mas Divina.

Quando assumimos nossa vocação, não como escolha nossa, mas chamado de Deus, conseguimos cumprir com ousadia e firmeza o sentido do anúncio, não anunciamos uma idéia que parte de nós, mas o que “é” verdadeiro e autêntico: Jesus, sua morte e ressurreição... Vida que supera leis e normas que matam o amor.

A proposta para nós é que não deixemos deformar a mensagem libertadora de Jesus com idéias perturbadoras, critérios humanos, que corrompem o evangelho de Cristo.

A fé é conceito central da Carta. Os três anos de Paulo na Arábia correspondem ao tempo dos apóstolos na companhia de Jesus.

Este é o maior ensinamento que esta palavra nos comunica: ser verdadeiramente servo de Cristo é aprender com Ele agradar ao Pai, este Deus que me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça, revelou-me seu Filho e constituiu-me apóstolo de sua Igreja.

A Ele, a glória pelos séculos dos séculos.

Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 16

Publicado em: 21/11/2011

São Marcos conclui o seu evangelho nos dando uma Boa Nova: “Procurais Jesus, o nazareno, aquele que foi crucificado? Ele ressuscitou!” (v.6) e uma grande missão: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai a Boa-Nova a toda criatura!” (v.15).

Essa Boa Nova é a razão da nossa fé, como diz São Paulo:”Se Cristo não ressuscitou, a vossa fé não tem nenhum valor” (1Cor 15,17), o anúncio do Jesus crucificado e ressuscitado é a essência do anúncio querigmático.

Viver esse anúncio diariamente junto com Jesus, crucificar os nossos pecados na cruz de Cristo e ressuscitar para uma nova vida, tudo isso faz parte da nossa caminhada de cristão.

Tendo esta experiência de vida nova, Jesus também nos dá uma missão, a de evangelizar, de anunciar Jesus morto, ressuscitado e glorificado, Salvador, Senhor e Messias.

O anúncio evangélico pode ser realizado diariamente pelo nosso testemunho de vida, nossas palavras e nossos atos.

Como tenho vivido esta missão?  Tenho cumprido esta missão de batizado?

Ou tenho feito desta missão uma grande omissão?

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 15

Publicado em: 20/11/2011

Neste capítulo temos a narrativa da condenação, do sofrimento, das dores, das angústias e morte de Nosso Senhor.

Numa reflexão sobre todo o capítulo podemos citar uma frase de Jesus: “Ninguém tem amor maior do que aquele que dá a vida por seus amigos” (Jo 15,13).

Jesus teve neste momento, o “fechamento” humano de sua missão. Caminhou toda sua vida em direção e cumprimento daquilo que o Pai tinha estabelecido, não desviou, não buscou atalhos, seguiu firme até o fim: a crucificação e morte. Nisto glorificou o Pai e foi glorificado por Ele.

Cabe também uma reflexão sobre os versículos:

11 – “Os sumos sacerdotes instigaram a multidão...”

15 – “Pilatos querendo satisfazer a multidão...”

Quando, e se, instigamos alguém é para o bem ou para o mal?Queremos satisfazer mais a Deus ou as pessoas?

Deus queira e permita que não descubramos muito tarde que “Na verdade este homem era Filho de Deus” versículo 39b

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 14

Publicado em: 19/11/2011

A ceia do Senhor com os discípulos é preparada e neste mesmo dia Jesus diz que um dos que estavam com Ele iria traí-lo, mas nesta passagem o que é importante focar é a celebração da Eucaristia, o partir do pão e vinho, a consagração, a primeira missa! O testamento vivo que Jesus nos deixou, sua presença viva através do pão e do vinho em nosso meio. Sabendo das nossas limitações e nos amando infinitamente, Jesus encontra uma forma simples e única de estar entre nós!

Nosso Senhor, junto com Pedro, Tiago e João, foi até o Getsêmani para orar após a ceia, Ele deixou os discípulos em vigia e foi falar com o Pai, no versículo 34 Jesus nos diz: “sinto uma tristeza mortal! Ficai aqui e vigiai.” Jesus pediu a Deus também para que se possível fosse, afastasse dele aquele cálice, mas que fosse feita acima de tudo a vontade do Pai (versículo 36).

Quantos ensinamentos o Senhor nos transmite nesse capítulo! Ele nos mostra a grandiosidade da ação concreta da mulher e o quanto Ele reconhece tudo que fazemos com amor; na instituição da Eucaristia Jesus nos fala de forma concreta que não quer nos deixar e se faz presente em nosso meio para sempre e no Getsêmani Ele foi humano, teve tristeza, medo, pediu para Deus afastar dele aquele cálice, mas acima de tudo, Jesus nos mostra que independente de qualquer tristeza ou medo, digamos sempre ao Pai que seja feita a vontade Dele e não a nossa!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 13

Publicado em: 18/11/2011

 

O que é vigiar? Significa estar acordado, ou seja, estar atento ao que está acontecendo na nossa vida, ao nosso redor e no mundo.
 
O capítulo de hoje nos fala a respeito da destruição de Jerusalém e do juízo final. É um convite a estar atento e não nos admirarmos demasiadamente com fatos e crises que ocorrem ao longo da história e parecem ser importantes à primeira vista, mas que não são mais importantes que a presença de Deus na nossa vida e na história.
 
Ora, o que é mais importante que estarmos preparados para a chegada de Jesus, com nossa missão cumprida, tendo utilizado os dons que Deus nos deu para proveito de todos?  Também devemos levar em conta uma dupla vinda de Jesus: uma, quando Ele vier e tivermos de prestar contas de tudo o que tivermos feito; outra, a que acontece no dia-a-dia, quando Ele vem e visita nossa consciência e o nosso coração.
 
Mas devemos mesmo acreditar que tudo isso acontecerá? Jesus nos responde com este belíssimo princípio eterno: “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.” (Mc 13, 31)
 
Mais do que medo e preocupação com as situações descritas, Jesus nos pede que saiamos da nossa zona de conforto e estejamos atentos para com nosso comportamento e atitudes.
 
Desde a morte e ressurreição de Jesus, a Igreja vive permanentemente em tempo de espera. Logo, a vigilância deve ser a atitude básica do cristão.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 12

Publicado em: 17/11/2011

Nesse capítulo, Jesus incomoda os escribas dizendo a verdade, onde estão mergulhadas suas palavras, ditas em respostas e parábolas. Percebemos que a verdade cala, a verdade impressiona, a verdade incomoda. Devemos ser incomodados pela verdade da palavra de Deus. Ela é quem nos tira de nosso conforto e nos coloca no caminho.

Esse caminho é o amor. Jesus deixa claro que todas as leis sucumbem perante o amor a Deus e ao próximo. Nessas duas verdades está inserido todo o plano e vontade de Deus. Dessa maneira, se amarmos como Jesus nos pede, não há necessidade de leis. Essa verdade, complementada por Jesus, dava a multidão o prazer de escutar as palavras do mestre.

Nosso prazer está em sermos incomodados pela palavra de Deus. Dessa maneira, nunca estaremos satisfeitos em simplesmente cumprir leis, pois elas, em si mesmas, são infecundas se não cumpridas com, e pelo amor.

Que o senhor nos ensine a escutar a verdade de sua palavra. Que essa verdade nos incomode e nos mova a amar.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 11

Publicado em: 16/11/2011

 
Neste capítulo podemos observar três situações distintas: a Entrada de Jesus em Jerusalém, a Maldição da Figueira e a Expulsão do comércio do Templo.
 
Como seríamos felizes se fosse possível resumir nossa história com o Pai somente a este trecho da Escritura (entrada em Jerusalém), talvez habitássemos ainda o paraíso. Vemos aqui:
 
- A obediência dos seguidores que foram sem questionar se encontrariam o jumentinho tal como Jesus disse,
 
- Os que emprestaram o pequeno animal porque “o Senhor precisa dele”,
 
- Os que colocaram seus mantos para que Jesus montasse,
 
- E aqueles que estendiam seus mantos e espalhavam ramos para a passagem de Jesus.
 
E todos aclamavam “Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor.”
No episódio da Maldição da Figueira, Jesus quer nos mostrar que não há o tempo de dar frutos, mas que devemos dar frutos continuamente. É a fé que nos impulsiona e nos proporciona produzir muitos e bons frutos, pois tudo o que pedirmos ao Pai sem duvidar, receberemos (promessa).
 
Quanto a Expulsão do comércio do templo, faz-nos refletir sobre nossas atitudes e comportamentos na Casa do Senhor. Não era e não é hoje uma casa de comércio, não era e não é hoje lugar para conversas improdutivas, fofocas e ficar observando a vida alheia. Tenhamos respeito com a Casa do Senhor e com muitos que ali estão e gostariam de um pouco de silêncio para fazer suas orações. 
 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 10

Publicado em: 15/11/2011

 

 Sermos amados por Deus enche-nos de alegria e nos coloca a caminho.

O amor humano encontra sua plenitude quando participa do amor divino. É no amor de Jesus que se entrega solidariamente por nós até o fim que entendemos o amor conjugal, que deve ser fecundo, fiel, exclusivo até a morte, aberto à vida e a educação dos filhos, assemelhando-se ao amor fecundo da Santíssima Trindade.
 
Jesus novamente a caminho é seguido por grande multidão em busca de milagres. Aos simples que ouviam seus ensinamentos juntavam-se fariseus querendo pô-lo a prova e pegá-lo em contradição, principalmente sobre as leis de Moises. Inteligentemente Jesus ressalta a obra da criação, onde Deus traçou o relacionamento do homem com a mulher, e firmemente reforça a fidelidade do matrimônio defendendo a família, que sob o julgo de duras leis permitia ao homem emitir carta de divórcio. As únicas possibilidades de sobrevivência para a mulher eram: voltar para a casa dos pais ou cair no mundo da prostituição. Jesus ciente desta realidade acolhe as prostitutas daquele tempo e não é compreendido.
 
O apego as posses ou a acomodação em nossas deficiências podem nos afastar de Deus. O jovem cheio de posses, não quer se separar das coisas materiais que acumulou sai da presença do Senhor. Ao contrário do cego Bartimeu prisioneiro e escravo de sua deficiência, vê na passagem de Jesus a possibilidade de cura, joga fora a sua capa de proteção e acomodação, enfrenta os que não o deixam seguir e corre para o Senhor.
 
A cegueira era considerada um grande castigo de Deus, fruto do pecado, uma maldição por excelência, pois impedia a pessoa de estudar a Lei. Diante de tamanha certeza, decisão e fé, Jesus atende o chamado de Bartimeu e proclama: “Vai, tua fé te salvou”, não apenas o fez enxergar, mas o livrou de toda a carga imposta pela cegueira. Jesus sempre vê além do que precisamos! Senhor nos salve!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 9

Publicado em: 14/11/2011

 

Este capítulo do evangelho é marcado por algumas passagens importantes ocorridas na vida de Jesus. Aqui Jesus expulsa o demônio do epilético (v.s. 14-29); pela segunda vez anuncia sua paixão (v.s. 30-32), conversa com seus discípulos sobre qual deles seria mais importante (v.s. 33-37), entre outras...

Mas aqui vamos abordar uma passagem que com certeza traz muito mistério a respeito do seu acontecimento, que foi a Transfiguração de Jesus, narrada nos versículos 2-8.

Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e os levou para o alto de uma montanha (2) e ali transfigurou diante deles O que de fato aconteceu neste dia?

Aqui Jesus mostra para seus discípulos um pouco de sua glória e majestade que será revelada mais tarde com sua ressurreição e também reconforta um pouco os apóstolos antes de sua paixão. São Leão Magno diz: “… o fim principal da transfiguração foi desterrar das almas dos discípulos o escândalo da cruz”.

Para encontrarmos com Jesus transfigurado é necessário muitas vezes sair de nosso comodismo. Na passagem, verificamos que eles tiveram que subir a montanha (v.s.2), ou seja, foram “buscar as coisas do alto” (col. 3-1), ali não havia qualquer tipo de barulho do mundo e o coração dos discípulos estava em silêncio.

Quando estamos na presença de Jesus transfigurado nada mais nos falta, temos TUDO. Assim, apesar de todas as nossas lutas diárias, nos esforcemos para nos encontrar com Jesus e repetir como Pedro no alto da montanha “Rabi, é bom estarmos aqui em sua presença” (5).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 8

Publicado em: 13/11/2011

 

Este é um capítulo chave em Marcos, porque aqui há uma mudança tanto no conteúdo quanto no curso do ministério de Jesus. O evento que marca esta mudança é a confissão de Pedro, “Tu és o Cristo (o Messias)” (8:29). Isto é seguido imediatamente a revelação da sua morte, a chamada ao discipulado, e a transfiguração.

Aquela proclamação de fé foi o gatilho para uma nova fase no conteúdo e no ministério de Jesus. Até este ponto Ele tinha procurado autenticar suas credenciais Messiânicas com os milagres e sinais. Mas agora Ele começa preparar seus discípulos para a proximidade de seu sofrimento e morte. Os passos de Jesus começam a conduzi-lo para mais perto de Jerusalém — o lugar onde o Servo Perfeito demonstrará a extensão plena de seu serviço.

Certamente, a contribuição de Marcos é especialmente centralizada em apresentar o Salvador como o Servo Sofredor que dá sua vida obedientemente pela redenção de muitos. Fica pra nós o convite em seguir o Mestre e carregarmos nossas cruzes diárias.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 7

Publicado em: 12/11/2011

 

Amados, Deus chama a nossa atenção nos versículos 8 e 13, e devemos observar se em nossa caminhada não estamos fazendo isto: abandonando o mandamento de Deus e anulando a Sua Palavra, pra nos apegarmos à preceitos humanos. Diante deste fato, Jesus nos revela um princípio eterno primordial e central: “Pois é de dentro, do coração humano, que saem as más intenções” (versículo 21a).

Ele dá a todos nós uma ordem clara de “escutar e compreender” este ensinamento. Precisamos ter um coração puro!! Um coração novo, transformado por Jesus, cheio do Espírito Santo, que Jesus tanto prometeu no Evangelho de São João. Assim se manifestarão em nossa vida os frutos do Espírito vistos em Gl 5,22-23, que rompem com estes frutos da carne enumerados por Jesus e com a escravidão dos preceitos humanos.

E quem é que pode renovar o nosso coração senão o próprio Cristo Jesus? Em Ez 36,26 vemos Deus Pai realizando esta promessa: “Eu vos darei um coração novo e porei em vós um espírito novo. Removerei de vosso corpo o coração de pedra e vos darei um coração de carne.” Diante do Senhor, peçamos com fé: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro” Sl 50,12a.

Agindo assim, a ordem de Jesus, “Efatá” (“Abre-te”) se realiza em nossa vida: imediatamente nossos ouvidos se abrem a Sua Palavra, e temos força e coragem pra anunciar as maravilhas que o Salvador tem feito em nossas vidas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 6

Publicado em: 11/11/2011

 

Rejeitado por seus vizinhos e conhecidos, Jesus começa a treinar seus discípulos para a Missão. Para educá-los dá diversas instruções (ou ordens): “não levem nada pelo caminho, a não ser um cajado”(8), “... permanecei nas casas...”(10), “se não vos receberem...” (11), “dai-lhes de comer” (37), “entrem no barco” (45), “não tenhais medo” (50). 

Em cada uma dessas ordens há um sentido profundo que, para nós hoje, deveria merecer um tempo de reflexão, pois servem também para nos educar e formar cristãos mais comprometidos com a prática da Palavra.

Possivelmente, com esta finalidade, Marcos nos apresenta, no mesmo capítulo, o confronto entre o banquete da morte, do qual participaram os ricos e poderosos das comilanças, das orgias, das danças e da condenação de um inocente para satisfazer um desejo de vingança; e o banquete da vida do qual participaram todos que procuraram Jesus, e com Ele encontraram ensinamento, compaixão, alimento, partilha e bênção.

Procurar Jesus é encontrar a paz, o porto seguro; e Sua Palavra ressoando em nossos ouvidos: “Coragem! Sou eu. Não tenhais medo!” (50)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 5

Publicado em: 10/11/2011

UM HOMEM

Depois de acalmar a tempestade no mar, agora Jesus acalma a "tempestade" do coração de um homem possuído por um espírito imundo e tem desejo de morrer. Vive nos sepulcros, sozinho e se auto flagela. Jesus vem dar a vida, libertá-lo do poder das trevas, dar a paz interior e a cura para sua solidão e sentimentos de morte. Depois desta cura os habitantes de Gerasa decidem mandar Jesus embora para a outra margem e Jesus nunca mais volta a este lugar. Este homem experimenta a libertação espiritual, emocional e física. Pois Jesus o cura em todas as suas dimensões.
 
UMA MULHER
 
Em seguida vemos o que acontece com uma mulher que decide tomar decisões  e correr riscos.Talvez quer passar despercebida, e, com muita cautela e fé, toca no manto de Jesus. Aqui também, como na maioria das curas e milagres que Jesus realiza, a enferma é curada em outras dimensões. Esta mulher não tinha somente uma doença física, mas experimentava o desprezo e o rechaço, por sua doença, no contexto social. Ao perguntar quem o havia tocado, a mulher é "obrigada" a revelar-se, e neste momento  Jesus cura a sua dignidade de ser mulher e a reintegra na sociedade. Ela tem dignidade, tem voz, e testemunha sua coragem e sua fé.
 
UMA FAMÍLIA
 
Na seqüência,  um pai intercede a Jesus por sua filha. Durante o caminho, Jairo escuta a noticia que sua filha estava morta. Ao mesmo tempo Jesus afirma que ela vive. Ou seja, por um ouvido, Jairo escuta uma mensagem de morte, por outro, a melhor mensagem que poderia escutar. Ele deve decidir qual mensagem quer tomar posse. E decide pela vida. Assim acontece conosco. Ouvimos todos os dias, mensagens de morte pelo ouvido esquerdo e mensagens de esperança pelo ouvido direito. Cabe a nós decidir qual queremos escutar e tomar posse!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 4

Publicado em: 09/11/2011

Marcos nos apresenta 3 parábolas cujo tema central é o Reino de Deus, que chega e se estabelece numa conjugação de três fatores: a semente, o terreno e o trabalho humano.

A semente é de boa qualidade, o terreno é nosso coração e nosso trabalho é cuidar para que a Palavra seja recebida, acolhida, assimilada e protegida contra as intempéries que nos sobrevém diariamente. Para tanto, precisamos fazê-la penetrar em nosso íntimo e criar raízes profundas, para que sobreviva a outras espécies que crescem concomitantemente a ela.

O Reino de Deus é um mistério e quem não o experimenta “tem os olhos cegados para não vê-lo” (Is 6,10). Ele não é um exercício intelectual fruto do esforço humano. É um dom celeste, um convite à esperança, como nos revela o princípio eterno: “Quer dormindo ou acordado, de dia ou de noite, a semente cresce, sem que se saiba como” (v.27).

Desejo que tu sejas um solo tão fértil a ponto dos pássaros nele fazerem seus ninhos, e que se realize em ti a promessa de Jesus: “A quem tem será dado; e a quem não tem, será tirado até o que tem.” (v. 25)

Reflita: “Quem é este, a quem obedecem até o vento e o mar?” (v.41)

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 3

Publicado em: 08/11/2011

O olhar de Jesus nunca se desvia do necessitado! Mesmo contrariando as tradições religiosas de seu tempo, Jesus dá uma ordem àquele homem da mão seca: Levanta-te! Vem para o meio! A pessoa mais limitada passa a ser o centro das atenções de todos que estão na sinagoga.

A grande multidão presenciava os milagres realizados por Jesus, mas não o reconhecia Filho de Deus. A declaração de sua divindade sai da boca dos espíritos impuros (v.11), mas Ele não se deixa impressionar por atitude exterior (caíam a seus pés) nem quer ouvi-los, pois o que realmente lhe agrada é revelado ao chamar seus apóstolos pelo nome: Ficar com Ele, comprometer-se com seu projeto, anunciar o Reino de Deus, não somente com palavras, mas com práticas libertadoras.

As ações de Jesus contrariam os costumes, as leis e já são vistas como crítica profunda às estruturas vigentes. Os parentes consideram tais atitudes uma loucura e querem detê-lo.

O mesmo olhar que tanto ama agora se entristece. A dureza de coração dos homens, a incompreensão ao amor oferecido, a afirmação de que Ele seria alguém ligado ao mal, deixam Jesus irado. Ele demonstra isso com suas Palavras finais deste capítulo:

Quem é minha mãe? Quem são meus irmãos? É como se dissesse...Minha verdadeira família são vocês que estão buscando viver a vontade de meu Pai.

Olhe para mim Senhor! Hoje compreendi o tanto que necessito de Sua Graça!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 2

Publicado em: 07/11/2011

O carinho de Jesus ao chamar o paralítico de filho mostra o amor de Deus e o reconhecimento do esforço realizado por ele e seus amigos.  Jesus inicia o projeto de salvação deste homem curando o seu interior: “Filho, os teus pecados são perdoados”. Essa atitude leva a indignação dos escribas, por não “conhecerem” Jesus, julgam-no dizendo: “Ele está blasfemando”.

Depois de questionar os escribas, Jesus olha para o paralítico e cura o seu físico dizendo: “levanta-te, pega a tua maca e vai para casa”. Com isso Jesus conclui a cura do paralítico e cumpre a promessa citada em Eclo 38,9-10: “Filho, se adoeceres, não te descuides, mas roga ao Senhor, e Ele há de curar-te. Evita as faltas, torna reto o agir de tuas mãos e purifica teu coração de todo pecado”.

Jesus deseja instaurar o Reino de Deus a todo instante, e esta instauração se realiza com a cura total do homem, cura interior e física.

É pela fé do paralítico e de seus amigos que ambos se aproximam de Deus, uma fé não apenas doutrinária, de ouvir dizer, mas uma fé que busca, que acredita, que nos aproxima e nos faz experimentar a graça de Deus.

Da mesma forma que os fariseus, o mundo em que vivemos, muitas vezes fica incomodado com os atos de Jesus tentando encontrar “defeitos” Nele.

Por isso peçamos a Deus a graça de nos aproximarmos Dele, para que, da mesma forma que o paralítico, possamos ser curados e transformados por Ele.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de Marcos, Capítulo 1

Publicado em: 06/11/2011

 

Com a prisão do precursor referida aqui, dá-se uma informação muito importante: fecha-se o Antigo Testamento e abre-se o Novo na pessoa de Jesus. Mas esta prisão (ver também 6,14-29) é sintomática: por que foi preso? O que vai acontecer com o Messias que ele anunciou? O que vai acontecer a quem agir como ele? 

Este capítulo aponta para Jesus, o inaugurador do Novo Testamento, o portador da Boa Notícia, o Messias, o Filho de Deus, Aquele que está repleto do Esp. Santo. Ele está na Galileia – terra de gente sofrida – é a terra de onde Ele vem e para onde vai!

Todos os evangelistas escolheram cuidadosamente o primeiro pronunciamento de Jesus! Marcos afirma categoricamente três coisas neste capítulo: acabou o tempo da espera; o Reino de Deus está próximo e por isso é necessário dar-lhe uma adesão plena! No centro de tudo isso, temos a proclamação da Boa Notícia! Ela está próxima, “porque Jesus ainda não começou a agir”!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de João, Capítulo 21

Publicado em: 05/11/2011

 Jesus aparece aos discípulos pela terceira vez após a sua morte e ressurreição, neste dia os discípulos estavam tentando pescar e nada conseguiam, eis que um homem na praia diz para lançarem a rede à direita do barco, eles fazem isso e não conseguem puxar a rede de tanto peixe que pescaram, neste momento eles percebem que é Jesus quem falava com eles!

Quando chegam até a praia, Pedro é questionado três vezes por Jesus sobre quanto ele amava o Senhor. Pedro fica um tanto triste, pois pensa que Jesus estava duvidando dele, quando na verdade Jesus estava preparando Pedro para a missão dele de pescador de homens e também reparando as três negações de Pedro antes de sua morte na cruz.

Após a refeição, Jesus caminhava e Pedro questiona Jesus sobre o que aconteceria com João (qual era o plano do Senhor para ele) e Jesus diz a Pedro: que te importa se eu quero que ele permaneça até que eu venha? (João 21, 22). Jesus diz isso para falar ao discípulo que questionou e a nós hoje que não temos que ficar pensando no que acontecerá com os outros, que temos que nos preocupar com a missão que nos foi dada. Cada um tem o seu chamado e cada um tem a sua história.

Jesus nos lança hoje o mesmo convite: Segue-me! Vem comigo! Cuida das minhas ovelhas! Venha me conhecer através da leitura da Bíblia! Vamos anunciar o que nos diz o último versículo do Evangelho: Ora, Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se todas elas fossem escritas uma por uma, creio que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que seria preciso escrever.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de João, Capítulo 20

Publicado em: 04/11/2011

Depois de toda a caminhada de Jesus ao longo do Evangelho de João, chegamos à sua conclusão gloriosa: após a crucificação, a glória da ressurreição daquele que venceu a morte.

Chama atenção a atitude de Tomé (versículos 24 a 28). Na primeira aparição de Jesus aos discípulos reunidos, Tomé não estava presente, não vê Jesus e não acredita no testemunho deles. Depois, na segunda aparição aos discípulos, Tomé, junto com a comunidade reunida, teve um verdadeiro choque de ressurreição: acreditou com todo o seu ser, com toda a sua inteligência e com todos os seus sentimentos. Faz então uma das mais belas profissões de fé do Evangelho: “Meu Senhor e meu Deus!” (Jo 20, 28).

De nossa parte, precisamos atender à ordem de Jesus no versículo 20: “Como o Pai me enviou também eu vos envio”.

Movidos pelo Espírito Santo recebido, precisamos ir atrás dos “Tomés” de hoje: aqueles que se afastaram de Deus e se encontram céticos, resistentes em crer e persistentesem duvidar. Precisamos trazê-los de volta à comunidade reunida e testemunhar que vimos o Senhor, que Ele está vivo e atuante. Somente depois desta nossa atitude eles poderão ter este verdadeiro choque de ressurreição em suas vidas.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de João, Capítulo 19

Publicado em: 03/11/2011

Nesse capítulo, em meio a toda narrativa da dor e do sofrimento de Cristo, podemos observar um ato de amor, doação e salvação. Esse é o grande sentido que devemos entender nessa leitura.

Isso se torna mais claro ao lermos o versículo 5, do capítulo 53 do profeta Isaías: “Mas ele foi castigado por nossos crimes, e esmagado por nossas iniqüidades. O castigo que nos salva pesou sobre ele, fomos curados graças às suas chagas.”

Dessa maneira irmãos, pela obediência de Jesus, que aceitou morrer por nós e ser sacrificado na cruz, é que hoje estamos aqui e podemos experimentar o amor imensurável de Deus. Toda a profecia foi escrita e cumprida para que nós fossemos salvos da morte, e libertos para uma vida nova. Por esse motivo, alegremo-nos e demos graças ao Pai, pelo seu Filho, cuja missão nos foi revelada pelo Espírito Santo.

Ainda nesse capítulo, nos cabe uma reflexão a parte sobre Maria. Quando Jesus a entrega para João, a entrega como mãe da humanidade, nossa mãe. Assim como fez com João, pede que também a levemos para nossa casa e a tomemos por mãe (uma ordem), colocando-a em um lugar especial em nossos corações. Podemos perceber também que Jesus não partiu enquanto não tivesse a certeza de que sua mãe estaria com alguém que pudesse consolá-la e cuidar dela em sua ausência. O mesmo amor, a mesma preocupação e ato de doação que devemos ter com quem amamos; pais, filhos avós, amigos, esposos e esposas, entre tantos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de João, Capítulo 18

Publicado em: 02/11/2011

A narrativa da traição de Judas, a prisão de Jesus, a negação de Pedro e a consequente condenação e morte de Jesus são mais próprias da época da quaresma. Momento forte de reflexão e conversão. Podemos considerar um privilégio que este projeto nos propicie esta meditação neste dia de hoje. Como necessitamos a cada dia sentir este amor de Deus.

A Palavra nos remete a uma promessa: “De fato: Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” Jo3,16

“Ninguém me tira a vida, mas eu a dou por própria vontade”. Jo10,18

Buscando o conhecimento da Palavra e amando mais a Jesus a cada dia que passa, somos inclinados a ver com olhos de condenação a traição de Judas e a negação de Pedro, mas nem sempre temos a força e a vontade necessária para agirmos de forma diferente no nosso dia-a-dia. Traímos e negamos Jesus hoje com mais facilidade do que imaginamos, pecando contra Deus e os irmãos, contra nós mesmo e o nosso corpo.

Ao final do capítulo, nos versículos 39 e 40, vemos a escolha do povo por Barrabás, um assaltante. Que Deus nos ilumine a cada dia em nossas escolhas, nos fortaleza para podermos carregar nossa cruz, fugir do pecado e caminhar na luz.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Evangelho de João, Capítulo 17

Publicado em: 01/11/2011

Chegou a hora!

Em textos bíblicos anteriores, que relatam a vida pública de Jesus, encontramos a declaração de que a sua hora ainda não havia chegado. Um destes momentos está no diálogo com a Virgem Maria, em Caná da Galiléia, pouco antes do primeiro sinal: água se torna o melhor vinho.

No capítulo 17, que refletiremos hoje, Jesus disse ao Pai que é chegada a hora. Ele está ciente de que sua verdadeira hora chegou! Na Cruz o sentido pleno de sua missão será revelado: Ele se entregará por amor a toda humanidade.

A princípio pode nos parecer apenas uma triste despedida, de alguém que sabe que em breve vai deixar pessoas que muito ama, e quer deixá-las seguras, fortes e aos cuidados do seu Criador.

Mas na verdade é uma grande demonstração de amor, que nos traz conforto, segurança e esperança! Jesus no ofício de sacerdote fez importantes pedidos ao Pai: Pediu por Ele mesmo nos versículos de 1 a 5; pediu por seus discípulos e pela unidade deles nos versículos de 6 a 19; e nos versículos de 20 a 26 Ele pediu por todos os cristãos através do tempo.

Para nossa reflexão deste dia, vamos ler novamente o versículo 4 onde diz Jesus ao Pai: “Eu te glorifiquei na terra, realizando a obra que me deste para fazer”.

E nós hoje, como podemos glorificar a Deus?

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

6.170.687


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana