Bíblia Diária - Para uma leitura diária e frutuosa da Palavra de Deus!
Clique aqui para criar a sua área pessoal

Leitura do dia:
Salmo 1

Publicado em: 31/12/2014

 

Linda promessa Deus nos dá: “Feliz quem não segue o conselho dos maus. Será como uma árvore plantada à beira de um riacho, que dá fruto no tempo devido”. 

O destino dos bons e maus é traçado por cada um de nós em nossas escolhas cotidianas. Não são os grandes pecados somente que nos afastam de Deus, mas aqueles que julgamos inofensivos. Com eles armamos arapucas aos desafetos e a língua traiçoeira nos faz pecar.

O Senhor nos conceda a graça da sabedoria e fortaleza, para que conduzamos nossa vida no Seu amor e nos momentos de dor saibamos silenciar e entregar a Ele os desafios que a vida nos oferece.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 34

Publicado em: 30/12/2014

 

Este texto atribuído a Josué, provavelmente foi colocado como encerramento dos livros escritos por Moisés, porque relata o fim da sua vida aqui na terra.

Depois de abençoar as tribos,  Moisés atravessou sozinho e calado a planície e subiu até o alto do monte com muita dificuldade, talvez por conta de seus 120 anos, ou por toda carga carregada no caminho para chegar com seu povo até ali. 

Podemos até imaginar os sentimentos contidos no coração daquele homem profeta, um misto de missão cumprida com a vontade de experimentar as alegrias de viver na terra que corre leite e mel. Mas a ele isso não seria possível.

Depois de ter a oportunidade de ver toda à terra prometida do alto do monte, cai desfalecido.

Seus feitos e a fidelidade que teve para com o Senhor e o seu povo, são reconhecidos até hoje tanto que no final deste livro os escritos terminam com os dizeres: nunca mais apareceu em Israel um profeta como Moisés, que falava cara a cara com o Senhor e fazia grandes milagres. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 33

Publicado em: 29/12/2014

 

Após o prenúncio da morte de Moisés ele se dirige ao povo para pronunciar sua despedida.

Essa despedida como se fosse o "pai" desta nação é feita em forma de benção.

Apesar das experiências difíceis e tristes que estão vivendo, principalmente após toda 

peregrinação no deserto durante quarenta anos, tem como objetivo mais do que consolo e ânimo levar a consciência de que ao entrar na terra

prometida e preparada por Deus ao seu povo é que o cumprimento da Lei é o único caminho

para sua restauração.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 32

Publicado em: 28/12/2014

 

Este cântico é um trecho de alto valor poético que exalta o poder do Deus de Israel, o único Deus verdadeiro. Após uma introdução de estilo sapiencial (vv. 1 e 2), proclama a perfeição das obras de Deus (vv. 3-7), sua providência em favor de Israel (vv. 8-14), a ela opondo a rebelião do povo (vv. 15-19), seguida do julgamento (vv. 19-25); Deus, contudo, não abandona Israel a seus inimigos (vv. 26-35) e intervirá em favor de seu povo (vv. 36-42).

Chama a atenção neste cântico a palavra rochedo (ou Rocha, em outras traduções), repetida oito vezes neste capítulo se referindo a Deus, como no versículo 4:

“Ele é o rochedo, perfeita é a sua obra, justos, todos os seus caminhos; é Deus de lealdade, não de iniquidade, ele é justo, ele é reto.”

Para que Deus continue a trabalhar pela Palavra em cada um de nós hoje, escolhamos um versículo deste capítulo e façamos a nossa oração. Por exemplo, se escolhermos o versículo 4, podemos orar da seguinte forma: “Senhor, eu te louvo e agradeço, pois Tu és a minha rocha, a tua obra é perfeita e justos são todos os teus caminhos. Eu te louvo, Senhor, porque Tu és leal, Tu és justo, Tu é reto!”.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 31

Publicado em: 27/12/2014

 

Neste capitulo Moises fala ao povo sobre a sua idade e que não consegue mais ir e vir, como também lembra que o Senhor já tinha revelado que ele não passaria o Jordão.

Quem, a partir daquele momento, passou a conduzir o povo, foi Josué. Moises lembra que o Senhor continuaria cuidando de tudo, como já tinha acontecido no passado.

“Coragem! E sede fortes. Nada vos atemorize, e não os temais, porque é o Senhor vosso Deus que marcha à vossa frente: ele não vos deixará nem vos abandonará.” (versículo 6)

Moises escreveu o texto da lei e entregou aos que levavam a arca da aliança (os levitas) e deu a seguinte ordem:

“Tomai este livro da lei e colocai-o ao lado da arca da aliança do Senhor, vosso Deus, para aí servir de testemunho contra ti, porque conheço teu espírito de revolta e sei que tens a cerviz dura. Se hoje, que ainda estou vivo no meio de vós, sois rebeldes ao Senhor, quanto mais o sereis depois de minha morte. Reuni junto de mim todos os anciães de vossas tribos e vossos magistrados: dirigir-lhes-ei estas palavras e tomarei o céu e a terra como testemunhas contra eles. Pois sei que depois de minha morte vos corrompereis certamente e vos desviareis do caminho que vos tracei; sei que virão males sobre vós no decorrer dos tempos, porque fareis o mal aos olhos do Senhor, irritando-o com o vosso proceder. Então pronunciou Moisés até o fim este cântico, em presença da assembléia:” (versículos 26 – 30)

Penso neste momento, como foi para Moises dizer que tudo ia mudar após a sua morte, mas ele conhecia o povo que com ele andava até a terra prometida... No próximo capitulo, 32, poderemos meditar sobre o cântico escrito por Moises.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 30

Publicado em: 26/12/2014

 

Termina com este capítulo o terceiro discurso de Moisés, onde relata uma aliança em Moab, exclusiva do Deuteronômio.

Interessante observar as orientações que Moisés faz para o povo quando estiver no exílio e a conclusão do discurso, quando faz referência aos dois caminhos e orienta o melhor (versículo 19):

“Tomo hoje por testemunhas o céu e a terra contra vós: ponho diante de ti a vida e a morte, a bênção e a maldição. Escolhe, pois, a vida, para que vivas com a tua posteridade,...”.

Nós também somos estrangeiros e exilados nesta terra, pois nosso lugar é o céu, onde viveremos eternamente na presença de Deus. Dessa forma, escolhamos sempre a vida e rejeitemos todos os sinais de morte e maldição: a violência, o materialismo, a fome, o egoísmo, a eutanásia, o aborto, enfim, todos os tipos de pecados pessoais e coletivos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 29

Publicado em: 25/12/2014

 

Neste capítulo Moises continua a exposição de suas ideias iluminado pelo Espirito Santo, demonstrando os milagres realizados por Deus durante tantos anos peregrinando pelo deserto, onde o Senhor os servia com o maná, com o objetivo de fortalecer a fé e aliança com esse povo. “No entanto, por quarenta anos vos conduzi através do deserto, sem que vossas vestes envelhecessem pelo uso nem os calçados se gastassem em vossos pés” (4). 

O autor nos ensina também que a graça recebida de Deus não deve ser em vão, ou seja, deve fortalecer ainda mais a aliança de sermos verdadeiramente filhos e filhas de Deus. “[...] É a aliança que o Senhor teu Deus faz hoje contigo, para estabelecer-te hoje como seu povo e ele ser o teu Deus, segundo sua promessa, que jurou a teus pais, a Abraão, Isaac e Jacó” (11-12).

Esses sinais reveladores de Deus devem fortificar a nossa fé para que não caiamos em tentações, “As coisas ocultas pertencem ao Senhor nosso Deus, mas as reveladas são para nós e nossos filhos para sempre, a fim de praticarmos todas as palavras desta Lei” (28).

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 28

Publicado em: 24/12/2014

 

Neste capítulo, meditando sobre as bênçãos e maldições, fica claro a necessidade de se seguir a voz do Senhor, seus mandamentos. O seguimento de Deus nos traz as bênçãos em forma de  segurança, confiança e sobretudo paz na vida e no coração; mas traz também bênçãos materiais, porque o Senhor faz prosperar nossas colheitas, nossos trabalhos.  Somos filhos amados de Deus, e Ele não quer ninguém vivendo na miséria, na pobreza. – “Eu vim para que todos tenham vida e vida em abundância, disse Jesus”. Viver em nossas vidas a voz e os mandamentos de Deus não é opção para nós, mas o único caminho de salvação.

Disse Jesus: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”.

Neste dia, véspera de Natal, tendo já vivido o tempo do Advento, a novena de Natal, que possamos encontrar na voz e nos mandamentos de Deus a nossa alegria e salvação.

Feliz e abençoado Natal a todos.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 27

Publicado em: 23/12/2014

 

Nos primeiros versos deste capítulo, vemos uma exortação da parte de Deus, que exige de Moisés e dos anciãos de Israel, a construção de um monumento com grandes pedras caiadas no monte Ebal, e um altar onde deveria ser oferecidos holocaustos e ofertas pacificas. Parece que se tem em vista alguma cerimônia de renovação de aliança, antes da entrada na terra prometida.

A partir do verso 11, relata-se uma divisão das doze tribos em dois grupos que ficariam posicionados sobre dois montes: Simeão, Levi, Judá, Issacar José e Benjamim estariam em cima do monte Garizim e de lá pregariam as bênçãos. Rúben, Gad, Aser, Zebulon, Dã, e Neftali, estariam sobre o monte Ebal para discorrer sobre as maldições caso haja desobediência aos mandamentos do Senhor. 

Neste capítulo não se encontra uma lista real das maldições, trata-se somente de uma declaração de maldições caso certos crimes fossem cometidos. As maldições e bênçãos serão detalhadas no capítulo 28 deste livro.

“Guardai todos os mandamentos que hoje vos prescrevo”. Que suas vontades Senhor seja a nossa vontade e que seus mandamentos nos ajudem a caminhar nos passos que farão com que nos aproximemos cada vez mais de ti.

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 26

Publicado em: 22/12/2014

 

Nos versículos de 1 a 11 vemos que o homem que entrou na terra prometida por Deus deveria recolher os primeiros frutos e oferecer-lhe, no Templo, onde o Sacerdote realizaria uma oração de ação de graças.

Apresentar a Deus os primeiros frutos significa reconhecer que tudo é de Deus e que em tudo Ele está presente. Assim como os primeiros povos que viram as promessas de Deus se cumprirem, também nós, herdeiros da Nova Aliança, devemos render-lhe graças por todas as bênçãos que diariamente Ele nos concede. 

Os versículos de 12 a 15 tratam da entrega do que foi separado para o dízimo às pessoas mais necessitadas (os levitas, imigrante, viúvas e órfãos). Estes versos mostram que Deus nos pede somente uma coisa: que sejamos caridosos com os nossos irmãos, assim como o próprio Pai é caridoso conosco, seus filhos. 

Atualmente, se estivermos sempre prontos a ajudar àquele que tem fome, àquele que passa necessidade, àquele que está doente, se estivermos prontos a oferecer nosso perdão para aqueles que nos ofenderam, estaremos cumprindo os mandamentos de Deus.

Alias, nisso consiste a prática da caridade: amar o próximo como Jesus nos amou, pois desse amor fraterno vem a ajuda, o auxilio.

Finalmente, nos versos 16 até 19, o Autor de Deuteronômio nos apresenta a conclusão: cada um deve seguir as leis de Deus, pois assim se cumprirão as Suas promessas.

Hoje sabemos que a maior promessa de Deus é a glória da vida eterna, reservada para cada um de nós. Para que possamos alcança-la, basta que sejamos luz e sal para os nossos irmãos; basta que, sendo conhecedores da Palavra de Deus, a coloquemos em prática, a fim de que, como os primeiros Discípulos, sejamos pescadores de homens.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 25

Publicado em: 21/12/2014

 

A mulher nesta sociedade era tida como propriedade do homem, não tinha vez nem voz. A lei do levirato não era para proteger a mulher que ficava viúva, mas antes, era para dar descendência ao seu esposo morto. O catolicismo trouxe ao longo da história, ao contrário do que muitos pensam, a dignidade da mulher, instalando o matrimonio monogâmico, coroando também as rainhas e não só os reis como era costume antigo, entre outras situações de igualdade aos homens.

Porém, este progresso ainda frágil, não pode se perder com essa emancipação fajuta que se nos apresenta nos dias atuais. A mulher é digna tal qual o homem, criados a semelhança de Deus, mas diferentes ao mesmo tempo. A mulher tem a mesma dignidade do homem, mas isso não significa ser igual ao homem em seu comportamento, atitudes e tarefas. Que o Senhor nos ajude a vermos nas diferenças entre os sexos uma complementaridade e não disputa de poder. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 24

Publicado em: 20/12/2014

 

Neste capítulo vemos a preocupação em colocar regras e observar a fidelidade de Israel a Deus, e também estabelecer entre os membros do povo escolhido uma verdadeira fraternidade.

Mesmo insistindo na observância das leis, não deixa de salientar a responsabilidade da consciência individual e o compromisso pessoal, que a fé no Deus único exige. 

Devemos entender que a viúva, o órfão e o estrangeiro são os pobres que não tem meios ou capacidade de produção nem poder na sociedade.

Sejamos fraternos! Somos todos irmãos, filhos do mesmo Deus!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 23

Publicado em: 19/12/2014

 

Todo o livro do Deuteronômio é um código de regras que procuram educar o povo para manutenção de sua fé e de seus costumes, para preservação de sua saúde e para reverência diante do sagrado. Hoje, alguns dos preceitos nos parecem discriminatórios, violentos e, por vezes, até absurdos; mas eram apropriados para aquela época. Por isso Jesus afirmou: “Não vim para abolir a lei, mas sim para aperfeiçoá-la” (Mt 5, 17).

Neste capítulo encontramos alguns desses preceitos, mas também, conselhos preciosos como: “Quando saíres a combater contra os teus inimigos, guardar-te-ás de toda a má ação.”(9), e complementa o apóstolo Paulo em sua carta aos efésios: “Pois não é contra homens de carne e sangue que temos que lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as fôrças espirituais do mal (espalhadas) nos ares. (Ef 6, 12). Os inimigos continuam atuantes e só, revestidos do poder de Deus, podemos combatê-los.

Outros aconselhamentos – importantes para a época -  dizem respeito à compaixão com escravos fugitivos (15), a sacralidade das ofertas feitas no Templo (17), a cobrança de juros aos estrangeiros, mas não aos irmãos (19), o cumprimento das promessas (21) e o respeito ao que não lhe pertence (24).

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 22

Publicado em: 18/12/2014

 

Através de Moisés o Senhor fala ao povo sobre as estipulações no que se refere à dignidade humana. São orientações sobre assuntos sérios e delicados, mas que podemos perceber a preocupação em ensinar a nova geração, para que antes de entrar na Terra Prometida estivesse melhor preparada.

Naquele momento da história Moisés se lançou a ser um ungido de Deus para ajudar seu povo, hoje somos convidados a nos lançarmos também a ser a Voz do Senhor com o propósito de conduzir nosso povo para a Nova Jerusalém...

Bíblia nas mãos, joelhos no chão e muito amor pela nossa Missão, assim poderemos pedir a unção de Deus para que possamos perseverar!

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 21

Publicado em: 17/12/2014

 

Aqui, verificamos aconduta a ser observada em caso de assassinato, progenitura e rebeldia de filho.

No primeiro caso, por não se conhecer o assassino, o delito precisa ser “expiado”, para assegurar a sua não culpabilidade. E a novilha serve para carregar a culpa, como ocorria com obode.

O segundo caso ocorre num contexto de poligamia, nos remete a história de Jacó com Raquel e Lia, em que o mais novo foi nomeado herdeiro. A lei salvaguarda os direitos da mulher não preferida e atribui direitos por razão biológica: a primícias.

 No terceiro caso,embora assustador os pais entregarem o próprio filho a sentença de morte, no passado, o pátrio poder era pleno e o pai decidia sobre a vida e morte dos filhos.

Nos três casos constatamos uma evolução da lei para garantir os direitos à inocência, a mulher preterida e aos filhos rebeldes, uma justa sentença. As leis até evoluem, mas o coração do homem continua duro, matando não só o corpo físico, mas a esperança e a alegria. Os inocentes viram réus; a mulher, mero objeto de prazer; e os filhos perderam o respeito por seus pais.

Roguemos ao Pai por sabedoria, para que nossas palavras não sejam falácias aplaudidas por muitos, mas testemunho vivenciado, experimentado por nós. Que saibamos ser justos e educar nossos filhos nos mandamentos do Senhor!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 20

Publicado em: 16/12/2014

 

As ordens para a guerra são dadas aos israelitas que deveriam enfrentar seus inimigos sem temor, porque o próprio Deus lutaria por eles.

Estavam dispensados os soldados que tivessem negócios particulares pendentes, que poderiam atrapalhar a atenção da batalha. Também eram dispensados os covardes e medrosos que poderiam desencorajar os demais combatentes. O inimigo é muito poderoso, mais numeroso e possui mais armas do que o nosso exercito, então toda concentração e foco deve estar nesta batalha.

Deus promete ir a frente e lutar para nos salvar. Esta batalha não é nossa; é do Senhor. Mesmo sendo fracos e em menor número, temos Deus a nosso favor e nenhuma força, por maior que seja, poderá dominá-lo, somos vencedores.

Mesmo com a eminência de uma guerra destruidora, a paz sempre deve ser a primeira opção. Caso a proposta de paz não seja aceita, então guerrearemos. Um alerta é dado ao exército: cuidem da subsistência depois do conflito, não destruam as plantas que poderão prover o sustento do exército vencedor.

Tomando para nós hoje estas orientações que o Senhor nos ajude a encontrar o caminho da paz, pois a discórdia nos afasta da graça de Deus que nos quer unidos vivendo o seu reino de amor.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 19

Publicado em: 15/12/2014

 

Deus autor da vida, não quer proteger um assassino qualquer, mas sim dar refúgio ao homicida involuntário, e assim evitar novo derramamento de sangue, em uma época que vigorava a Lei de Talião, ou seja, uma retaliação.

No v.14, aparentemente deslocado do contexto das “cidades refúgio”,  mas Deus deseja que todos possam ter seu lugar para morar e produzir, principalmente em uma época onde a atividade principal era a agropecuária.

Numa sociedade decadente, a lei deuteronômica procura a justiça, as delações deveriam ser cuidadosamente investigada, para não cometer injustiças, evitando mentiras e punindo com castigos quem o fizera (conf. vv. 15-21).

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 18

Publicado em: 14/12/2014

 

A Palavra nos fala hoje sobre o sacerdócio exclusivo da tribo dos levitas e sobre o papel dos profetas no povo de Israel.

Interessante observar na primeira parte (versículos 1 a 8) as referências à missão, direitos e sustento do sacerdote levita. Chama a atenção o versículo 2:

“Não terão herança entres seus irmãos: o Senhor mesmo é a sua herança, como ele lhes disse.”

Depois, na segunda parte (versículos 9 a 22), o autor sagrado faz referência ao papel dos profetas a fim de que o povo não adquira os costumes dos povos pagãos. Destacam-se os versículos 18 e 19, citados posteriormente por são Pedro (At 3, 22 a 23) na igreja cristã nascente para fazer referência a Jesus:

“... eu lhes suscitarei um profeta com tu dentre seus irmãos: pôr-lhe-ei minhas palavras na boca, e ele lhes fará conhecer minhas ordens. Mas ao que recusar ouvir o que ele disser de minha parte, pedir-lhe-ei contas disso.”

Também nós, como batizados, assumimos o múnus de Cristo e somos profetas, sacerdotes e reis (conforme Catecismo da Igreja Católica). Dessa forma, mesmo o sacerdote tendo uma missão e funções exclusivas na Igreja conferidas pelo sacramento da ordem, todos somos chamados a exercer esta tríplice missão neste mundo que tanto necessita de Deus.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 17

Publicado em: 13/12/2014

 

“Se se encontrar no meio de ti, em uma das cidades que te dá o Senhor, teu Deus, um homem ou uma mulher que faça o que é mau aos olhos do Senhor, teu Deus, violando sua aliança,indo servir outros deuses ou adorando o sol, a lua, ou o exército dos céus - o que eu não mandei -, se te derem aviso disso, logo que o souberes, farás uma investigação minuciosa.Se for verdade o que se disse, se verificares que realmente se cometeu tal abominação em Israel,farás conduzir às, portas da cidade o homem ou a mulher que cometeu essa má ação, e os apedrejarás até que morram.” (versículos 2 – 5)

Lendo esses versículos acima, como todo o texto do capitulo 17, podemos pensar: Como Deus pode ser tão severo assim? Porque matar as pessoas dessa forma, porque orientar os lideres daquele tempo a agirem de forma tão grotesca? 

O que podemos perceber é que no último capítulo temos uma explicação do porque de tudo isso: “Assim, não se elevará o seu coração acima de seus irmãos, e ele não se apartará da lei, nem para um lado nem para outro, e desse modo terá, assim como os seus filhos, um longo reinado no meio de Israel”.(versiculo20)

Porém, o que nos dá esperança, é que Jesus veio mudar essas regras, Ele nos diz para não apedrejar o próximo, que quem não tiver pecado que atire a primeira pedra, falou também que temos que amar ao próximo como a nós mesmos e que Ele veio aos enfermos... Quanta coisa Jesus nos disse, mostrando pra gente que o amor esta acima de tudo!

Se essas coisas aconteceram no antigo testamento, Jesus vem nos revelar no novo, um Deus que ama, que cuida, que quer curar, libertar... Um Deus que é Pai!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 16

Publicado em: 12/12/2014

 

A Palavra nos mostra hoje as orientações para as principais celebrações do povo de Israel, a festa da Páscoa e a festa de Pentecostes (ou das semanas).

Interessante observar neste capítulo o amor trinitário de Deus: Deus Pai que educava e conduzia o povo, a celebração da libertação de Israel na Páscoa que se realizará em plenitude pelo sacrifício futuro de Deus Filho, e Deus Espírito Santo, derramado em abundância na festa de Pentecostes após a ressurreição de Jesus.

Esse amor trinitário provoca em cada um de nós alegria, mas também comprometimento com os mais frágeis que estão nas periferias da sociedade, como nos fala o versículo 11: 

“Alegrar-te-ás em presença do Senhor, teu Deus, com teu filho, tua filha, teu servo e tua serva, o levita que vive em teus muros, assim como o estrangeiro, o órfão e a viúva que vivem no meio de ti, no lugar escolhido pelo Senhor, teu Deus, para aí habitar o seu nome.”

Após a leitura desta Palavra, façamos o propósito de nos deixar acolher pelo amor trinitário de Deus, e servir com alegria nossos irmãos mais necessitados que estão nas periferias da sociedade e também nas periferias existenciais.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 15

Publicado em: 11/12/2014

 

Nesse capitulo verificamos a continuidade das revelações das leis do Senhor através de Moisés que instruíam o povo com o objetivo de regulamentar sua existência e espiritualidade.

O autor inicia o capítulo pregando a anistia e a generosidade, “De sete em sete anos farás a remissão das dívidas” (1). Nesta passagem nos mostra que as dívidas deveriam ser perdoadas no ano sabático, ou seja, o ano sabático exigia que a terra ficasse em repouso no sétimo ano em honra ao senhor (Lv 25, 1-7).

Continua demonstrando a necessidade de perdoar a dívida do irmão em nome do Senhor, “Eis o modo de proceder: Uma vez proclamada a remissão do Senhor, todo credor que houver emprestado perdoará o empréstimo ao devedor; já não exigirá nada do próximo e do irmão” (2). 

Entende-se, portanto, que um dos principais ensinamentos desse capítulo é o amor ao próximo e ao mais necessitado. É importante salientar também que esses ensinamentos estão relacionados às bênçãos propostas na aliança, posse da terra e uma vida de fertilidade e produtividade. 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 14

Publicado em: 10/12/2014

 

Na primeira parte a “Proibição de ritos pagãos”, porque Israel não pode assemelhar-se nisso aos pagãos, porque eles são filhos de Deus e um povo escolhido entre muitos para se consagrar ao Senhor.

Na segunda parte os dízimos. Nos versículos 22 e 23b, podemos observar que neste capítulo específico ao dízimo, Deus inicialmente não fala em bens materiais ou mesmo dinheiro, mas diz textualmente: “para que aprendas a temer o Senhor teu Deus para sempre”. Não quer dizer aqui um sentimento de medo, mas um “dom do Espírito Santo – Temor de Deus”, dom que nos capacita a colocar Deus no centro de nossas vidas, de amar a Deus sobre todas as coisas.

No versículo 29 a caridade e o amor que praticamos através do dízimo entregue com fé, despojamento e fidelidade. Deus não precisa de nós, Deus quer precisar de nós. Concede-nos através do dízimo a oportunidade de salvação e bênçãos quando diz ao final do versículo 29: “e que o Senhor, teu Deus, te abençoe em todas as obras de tuas mãos”. 

Que Deus em sua infinita bondade abençoe todos os dizimistas de nossa comunidade por tudo o que o dízimo possibilitou até hoje fazer: 49 casas a pessoas carentes, quatro capelas, um centro social e a casa das irmãs xaverianas no bairro Campos Verdes em Cambé/PR. Afora isso as dezenas de famílias assistidas com cestas básicas, remédios entre outras.....

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 13

Publicado em: 09/12/2014

 

Muitas vozes que o mundo faz soar em nossos ouvidos, querem atrapalhar o nosso entendimento sobre Deus. As vezes ficamos perturbados e confusos com constantes informações que recebemos pelos noticiários, pelas redes sociais ou mesmo em rodinhas de conversas. 

Alguns destes ditos “profetas dos dias de hoje” tentam nos induzir a aceitar outra fé, outros costumes religiosos ou mesmo outros deuses. Mas nossa vista não pode se embaralhar e nosso coração não pode se confundir. Nosso Deus, é aquele que nos criou e está sempre acompanhando nossa história e nossa vida. Não há outro para colocar em seu lugar, a Ele devemos adoração, respeito e muito amor.

Ao guardarmos CUIDADOSAMENTE tudo o que nos foi ordenado, sem tirar ou acrescentar coisa alguma, somos fiéis ao seu grande amor por nós. 

As verdades de Deus não são modificadas com o passar dos anos e das gerações, elas continuam sendo sempre as verdades que protegem a vida e nos preparam para o encontro face a face com nosso criador.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 12

Publicado em: 08/12/2014

 

No capítulo 12 tem início um conjunto de instruções e indicações para que o povo de Deus tenha um convívio social mais justo e pautado no espírito do Decálogo (amor e temor a Deus – Dt 5, 1-22).

O Autor mostra que o desejo de Deus é que seu povo viva numa sociedade igualitária. Assim, determina que não busque os deuses opressores, mas sim que dê graças pela bênçãos que Javé lhes concede, reunindo-se no local indicado por Deus para comemorar, confraternizar: “12. Vocês farão uma festa diante de Javé seu Deus, com seus filhos e filhas, escravos e escravas, e com o levita que vive nas cidades de vocês, ...”.

Mesmo datado do século VIII antes de Cristo, o Deuteronômio pode ser considerado, até hoje, um livro que nos ensina a louvar a Deus e a viver de um modo mais fraterno. Assim, as advertência contidas no cap. 12 nos servem muito bem: devemos adorar apenas a Deus, nosso Pai, pois assim todos somos irmãos. Porém, jamais devemos servir a deuses como o vício, o dinheiro, a ganância, pois estes nos dão uma falsa impressão de felicidade.

Que todos pratiquemos o amor fraterno, como o Pai espera que façamos.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 11

Publicado em: 07/12/2014

 

“Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, e observarás sempre o que ele te ordena, suas leis, seus preceitos e seus mandamentos,” versículo 1. Primeiramente devemos amar a Deus, depois observar suas leis e mandamentos, ou seja, praticá-los. É difícil obedecer, fomos criados para sermos independentes das pessoas e até de Deus. Pensamos que a nossa casa, nossa comida e nossas vestimentas, são frutos exclusivamente do nosso trabalho e não de uma ação amorosa de um Pai providente.

Peçamos a graça de estarmos abertos a ação amorosa de Deus em nossas vidas, de amá-lo e seguir sua santa vontade a nosso respeito.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 10

Publicado em: 06/12/2014

 

Aqui vemos o apelo do Senhor de fidelidade à Aliança feita por Ele com o povo de Israel. Ele é o Senhor dos senhores, o Deus grande, forte e terrível, que não faz acepção de pessoas nem aceita suborno. É um Deus justo e fiel.

A geração dos que foram libertos deve transmitir a memória aos seus filhos. Deus escolheu o seu povo e o multiplicou, o fez tão numeroso como as estrelas do céu.

Somos nós ainda hoje o povo de Deus, fomos escolhidos e fazemos parte da sua descendência. Sejamos fiéis! Este é a ordem o Senhor para todos nós no dia de hoje!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 9

Publicado em: 05/12/2014

 

Prossegue o discurso de Moisés iniciado em Deut 4,44 apresentando aqui uma reflexão teológica sobre a ocupação de terra prometida. A questão básica é: por que Deus desapossou os cananeus e entregou a terra aos israelitas? Uma das concepções dos teólogos é que a terra é santa, é propriedade de Deus, ele pode dá-la ou tomá-la como lhe aprouver. Entretanto, por ser santa ou sagrada, não se deve encontrar nela práticas contrárias à vontade de Deus, como eram os costumes dos cananeus.

Moisés alerta o povo quanto aos obstáculos que irão enfrentar, mas garante: “o Senhor, teu Deus, marcha diante de ti...”(3). Moisés educa o povo: “Depois que o Senhor, teu Deus, tiver expulsado as nações que habitavam na terra..., não diga: foi por minha justiça...”(4-5) e Moisés recorda ao povo as inúmeras vezes que abandonaram o Senhor, portanto, não é por seu mérito que eles recebem a terra, mas sim porque Deus cumpre a Sua promessa feita a Abraão, Isaac e Jacó.

Hoje o ser humano está cada dia mais pretencioso e independente de Deus; muitos acreditam que serão salvos devido às suas boas ações; esquecem-se que a salvação é gratuita, é dom de Deus. No Evangelho Jesus afirma: “Entrai pela porta estreita...”(Mt 7, 13ss) e esta porta se chama: Humildade, reconhecimento da dependência de Deus.

 Vinde, Senhor Jesus e dirige meus pensamentos e minhas ações conforme a Sua vontade!

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 8

Publicado em: 04/12/2014

 

Quem observa os mandamentos de Deus e caminha n’Ele, tem a certeza que cumprirá todas as promessas em sua vida.

Os caminhos de Deus não são fáceis de percorrer, seremos testados no fogo. A provação (Purificação) para que em nós somente fique o ouro. Teremos que experimentar a humilhação, nos esvaziarmos do orgulho, da vanglória, da prepotência e tantas outras coisas que nos levam a acharmos que tudo vem de nós. 

“Será que você iria observar os mandamentos dele ou não?”

Deus nos mostra que o homem não vive só de pão, mas que o homem vive de tudo aquilo que sai da boca de Deus.

Esse Pai maravilho, quer o melhor para todos nós, quer nos mostrar, nos educar como devemos viver para que sejamos filhos dignos e vitoriosos.

Quem obedece seus mandamentos viverá em terras boa, onde terá abundâncias, fartura, vida, alegria, esperança... e tudo mais vos será acrescentado.

Portanto, não vá pensar: “Foi a minha força e o poder de minhas mãos que me conquistaram essas riquezas”.

Lembre-se de Deus, pois é Ele quem lhes dá forças para se enriquecer, mantendo a aliança que jurou a seus antepassados, como hoje se vê.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 7

Publicado em: 03/12/2014

 

Deus escolhe seu povo por amor e para que se cumprisse o juramento feito a Abraão. E declara: “Pois tu és um povo consagrado ao Senhor teu Deus. O Senhor teu Deus te escolheu dentre todos os povos da terra para seu povo particular.” (v.6) 

Ele os admoesta para que observem seus mandamentos, renunciem à idolatria e lhes promete a guarda da Benção e misericórdia jurada aos antepassados. “Serás mais abençoado do que todos os povos.” (v.14)

Assim como outrora, hoje somos o povo eleito do Senhor à espera da Terra Prometida – a eternidade. Mas é aqui e agora que o Senhor nos pede a obediência e fidelidade ao Seu projeto, para que Seu nome seja elevado sobre todos os nomes e todos saibam que há um só Deus, um só Senhor. 

O Reino de Deus precisa acontecer já, aqui no meio de nós. Então nos questionamos: o que tenho eu feito para que essa realidade se concretize? Dai-nos Senhor a graça de ser luz, sal e ponte. Livra-nos do ego, da soberba, do rancor e da indiferença. Amém!

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 6

Publicado em: 02/12/2014

 

Trata-se este capítulo das últimas recomendações de Deus, proclamadas por Moisés, antes da entrada na Terra prometida. Depois de ter peregrinado pelo deserto durante 40 anos, cuidando o Senhor do sustento e segurança do povo caminhante, derrotado os povos inimigos que impediam a caminhada, é preciso parar e refletir sobre as regras e normas antes da tomada da terra que corre leite e mel.

Para que Israel continuasse agora com seus próprios pés, teria que cumprir algumas leis. Estas leis não tratavam de ameaças, mas eram recomendações para que nossos pecados, e o afastamento de Deus que ele causa quando o desobedecemos, não tragam coisas ruins para o povo o Deus. O desejo de Deus que nos ama muito é de trazer felicidade quando lhe somos fiéis.

Estas recomendações não eram apenas para os daquela geração, era necessário que os seus descendentes conheceram as recomendações do Senhor. Os filhos e os netos precisavam ser orientados, por isso Moises recomenda que as leis sejam repetidas em casa, no caminhar, onde quer que estejamos nosso Deus precisa ser sempre amado e respeitado.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:


Leitura do dia:
Deuteronômio, Capítulo 5

Publicado em: 01/12/2014

 

Ao proclamar as leis, Moisés convoca o povo de Israel e lembra que a aliança foi concluída com eles que estão vivos e não com seus pais. E continua dizendo que Deus se auto-revelou dizendo: “Eu sou o Senhor teu Deus” lembrando da grande libertação, retirando da escravidão e do Egito.

Esta é a pedagogia de Deus com nós seu povo, Ele liberta, se faz conhecer a Si mesmo, mostrando a sua identidade pessoal, fixando um relacionamento conosco para posteriormente construir uma relação de “amizade” com o decálogo.

As  leis não são uma obrigação, mas uma promessa que se vivenciarmos os 10 mandamentos “Deus estará conosco”.

 

Partilhe conosco sua experiência com a leitura deste capítulo escrevendo um comentário logo abaixo.

Fonte: Comissão do BíbliaDiária.com.br


Texto bíblico:
Texto Bíblico Áudio do Texto Bíblico
Comentários:

Antes de conferir a reflexão, faça a leitura do texto bíblico 

Área pessoal




Esqueceu sua senha? Recupere aqui.
Ainda não tem Cadastro? Cadastre-se aqui.





Leituras

Livro - A Bíblia no meu dia-a-dia

Cronograma

Cronogramas


Escolha um livro




Arquivo

 

Total de visualizações de página:

5.662.272


Desenvolvido e Hospedado por Cedilha Comunicação Digital Realização Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora Paróquia Sant'Ana